Campo Grande - MS, segunda, 20 de agosto de 2018

FEMINICÍDIO

Estudante de psicologia é morta estrangulada em SP; namorado é preso

Gláucia, que era conhecida na cidade por ser rainha de bateria

27 AGO 2017Por FOLHAPRESS22h:00

 Uma estudante de psicologia de 32 anos foi morta, na madrugada deste domingo (27), após uma discussão com o namorado, em Angatuba (a 214 km de São Paulo). O próprio suspeito procurou a polícia e confessou o crime.

Segundo a Polícia Militar, Marcelo Oliveira Arantes, 36, acionou a corporação, por volta das 5h20, e informou que havia brigado com a companheira, Gláucia Mercedes de Camargo Machado, e não sabia se ela estava bem. Ele estava nervoso e chorava, informou a corporação.

A polícia foi então para a casa em que os dois moravam, no Jardim do Paço, e encontrou Gláucia deitada na cama, de bruços, sob um cobertor.

O Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência) foi acionado e constatou que ela já estava morta.

A causa da morte foi apontava como asfixia.

Arantes foi preso e encaminhado para a delegacia da cidade, onde foi autuado por homicídio e violência doméstica. A polícia não informou se ele já possui advogado.

Gláucia, que era conhecida na cidade por ser rainha de bateria de uma escola de samba local, foi enterrada neste domingo (27).

Leia Também