Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

Em vigor

Empresas terão que fazer exame
toxicológico nos motoristas

Informações deverão ser repassadas ao Caged

14 SET 17 - 18h:10Portal Brasil

Empresas terão de informar ao Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) a realização de exame toxicológico nos motoristas admitidos e demitidos. a regra consta em portaria publicada pelo Ministério do Trabalho e já está valendo.  Nela, há a exigência de exames toxicológicos, realizados previamente à admissão e por ocasião do desligamento de motorista profissional.

Os exames são custeados pelas empresas e a regra vale para condutores de veículos de pequeno e médio portes; de ônibus urbanos, metropolitanos e rodoviários; e de cargas em geral. Serão assegurados o direito à contraprova em caso de resultado positivo e à confidencialidade dos resultados dos respectivos exames.

Além do número do exame toxicológico, o empregador deverá informar ao Caged a data do exame, o CNPJ do laboratório, a unidade federativa do Conselho Regional de Medicina e o número do CRM do médico.

A exigência, segundo o ministro do Trabalho, Ronaldo Nogueira, tem como objetivo conferir mais efetividade ao que está previsto na Consolidação das Leis do Trabalho. "Estamos reforçando o apoio ao combate ao uso de drogas nas rodovias, protegendo o trabalhador de excesso de jornadas e promovendo mais segurança nas nossas estradas", destaca o ministro.

As empresas começaram a ser notificadas das mudanças no Caged no dia 6 de julho. Os empregadores que não declararem as informações exigidas no Caged ficam inadimplentes com o Ministério do Trabalho e podem sofrer multas previstas em lei.

 

Esse artigo foi útil para você?
Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também

NOVE MORTOS

Moro responde a Maia sobre Paraisópolis: 'Não podemos confundir as coisas'

STF: candidatura avulsa pode ser votada no 1º semestre, diz Barroso
BRASIL

STF: candidatura avulsa pode ser votada no 1º semestre, diz Barroso

Comissão da PEC da prisão em 2ª instância 'já nasce dividida', diz Fábio Trad
BRASÍLIA

Comissão da PEC da prisão em 2ª instância 'já nasce dividida', diz Fábio Trad

Carnes podem continuar subindo até fim de janeiro ou início de fevereiro, diz FGV
SEU BOLSO

Carnes podem continuar subindo até fim de janeiro ou início de fevereiro, diz FGV

Mais Lidas

Gostaria-mos de saber a sua opinião