Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

Investigação

Empresário ouvido pela PF no Rio foi finalista de prêmio de empreendedor

9 AGO 15 - 12h:46FOLHAPRESS

Os empresários Arthur Edmundo Alves Costa e Luis Alfeu Alves de Mendonça foram as duas pessoas conduzidas à sede da Polícia Federal, no Rio, na última segunda-feira (3), na 17ª fase da Operação Lava Jato.

O Ministério Público chegou a pedir a prisão de Costa, mas o juiz federal Sergio Moro indeferiu e pediu o recolhimento de mais evidências.

Costa é diretor da Personal Service, empresa que fornecia mão de obra terceirizada de limpeza para a Petrobras. A estatal não informa se o contrato ainda está vigente.

Em 2015, ele foi finalista de um concurso sobre empreendedores do ano, que envolveu empresários de 60 países.

Segundo a delação do lobista Milton Pascowitch, pivô desta fase da operação, ele recebia propinas diretamente de Costa, até 2014, que giravam em torno de R$ 500 mil mensais. Os valores teriam sido pagos em espécie.

MULTITEK

Luis Alfeu Alves de Mendonça é diretor da Multitek, empresa que teria contratos com a Petrobrás no Comperj (Complexo Petroquímico do Rio de Janeiro).

De acordo com o delator, o acerto da propina era referente a três contratos fictícios referentes a três obras distintas, que somavam aproximadamente R$ 5 milhões, e foram realizados para embasar o recebimento do dinheiro que teria sido pago a Renato Duque, ex-diretor de Serviços da Petrobras.

Segundo os procuradores da Lava Jato, Duque foi indicado para o cargo pelo ex-ministro José Dirceu, preso na segunda-feira (3).

A reportagem não conseguiu entrar em contato com os advogados dos empresários. Os dois foram liberados após prestar esclarecimentos.

Esse artigo foi útil para você?
Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também

LANÇAMENTO DE FOGUETES

Senado aprova acordo entre Brasil e EUA para utilização da base de Alcântara

PRIVATIZAÇÃO

Meta do governo é fazer de 40 a 44 licitações em 2020, diz ministro

VAZIO DE PODER

Senadora da oposição declara-se presidente da Bolívia

Com asilo garantido, Evo Moralez diz que México salvou sua vida
EX-PRESIDENTE

Com asilo garantido, Evo Moralez diz que México salvou sua vida

Mais Lidas

Gostaria-mos de saber a sua opinião