Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

ACUSADO DE CORRUPÇÃO

Em Praga, tchecos fazem manifestação contra primeiro-ministro

Política enfrenta uma série de acusações de corrupção e um inquérito

16 NOV 19 - 21h:00AGÊNCIA BRASIL

Mais de 200 mil tchecos, segundo a polícia, concentraram-se este sábado (16) no centro de Praga para pedir a saída do primeiro-ministro Andrej Babis, acusado de corrupção, na véspera do 30º aniversário da Revolução de Veludo que derrubou o comunismo na antiga Tchecoslováquia.

Antigo comunista, o chefe de governo populista, Andrej Babis, enfrenta uma série de acusações de corrupção e um inquérito da Comissão Europeia sobre um eventual conflito de interesses relacionado com a sua holding, que reúne empresas agrícolas  e do setor químico. O primeiro-ministro rejeita as acusações.

Babis é também identificado como agente nos dossiers secretos da polícia dos anos 80, o que ele também desmentiu. O seu governo de coligação minoritário é apoiado no parlamento pelo partido comunista.

"Mais de 200 mil pessoas" participam da manifestação enquanto outras chegam ao Parque Letna, no centro de Praga, explicou a polícia tcheca através da rede social Twitter.

A manifestação é organizada pelo movimento Um Milhão de Momentos pela Democracia, que pediu ao primeiro-ministro para encontrar uma solução para os seus conflitos de interesses ou retirar-se do cargo.

A concentração de protesto realiza-se na véspera do 30º aniversário da Revolução de Veludo, quando manifestações sem precedentes e uma greve geral acabaram com quatro décadas de totalitarismo imposto pela União Soviética no que era então a Tchecoslováquia.

Em junho, cerca de 250 mil pessoas concentraram-se em Praga pedindo a saída Babis na maior manifestação organizada desde a Revolução de Veludo.

Esse artigo foi útil para você?
Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também

MORTE EM BAILE FUNK

Doria repete que não tem 'compromisso com o erro' ao falar sobre Paraisópolis

MUNDO

Coreia do Norte recusa-se a falar de desnuclearização com os EUA

MUDANÇAS

Congresso do PSDB vai marcar guinada à direita

Governador de MS, Reinaldo Azambuja, participa do evento
CONGRESSO NACIONAL

Bancada ruralista cobra apoio e se afasta do governo

Mais Lidas

Gostaria-mos de saber a sua opinião