Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

Campo Grande - MS, domingo, 16 de dezembro de 2018

APOIO ENTIDADES

Edital social beneficiará 216 instituições
de sete estados e do DF

23 AGO 2017Por AGÊNCIA BRASIL21h:00

A  Furnas Centrais Elétricas divulgou hoje (23) o resultado do edital social da estatal que selecionou 216 instituições que receberão um apoio total de R$ 5 milhões. Foram selecionadas entidades de sete estados (Rio de Janeiro, São Paulo, Minas Gerais, Espírito Santo, Paraná, Mato Grosso e Goiás), além do Distrito Federal. Foram inscritos 1.605 projetos.

O apoio financeiro viabiliza a execução de ações pontuais, como realização de pequenas benfeitorias e aquisição de equipamentos e foi dividido em quatro faixas. A primeira vai até R$ 10 mil, enquanto as demais variam de R$ 10 mil a R$ 20 mil; de R$ 20 mil a 30 mil e de R$ 30 a R$ 60 mil.

Um dos selecionados é o Projeto Vinde a Mim, da Associação Luz dos Povos, do Rio de Janeiro, que atende 120 crianças de 6 a 15 anos de idade das comunidades que formam a Grande Tijuca, zona norte da capital fluminense.

Adriana Araújo, autora do projeto e coordenadora-geral da associação, informou que os recursos pleiteados, no valor de até R$ 10 mil, serão investidos nas oficinas de ciências e para entretenimento das crianças.

Com os recursos, serão adquiridos um microscópio, uma televisão e máquina fotográfica, além de material didático. “A gente está começando a trabalhar esse tipo de oficina com as crianças, para tentar abrir um novo horizonte para elas”. O projeto completa sete anos em setembro.

Outro selecionado este ano é a Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (Apae) de Caxambu (MG), que apresentou projeto no valor de R$ 36,71 mil para reforma e ampliação das oficinas de artesanato, marcenaria e sala de costura para os alunos.

Hoje são atendidos 135 alunos com deficiência de até 53 anos de bairros da periferia, de baixa renda, informou o presidente da instituição, Oswaldo Alves Ramos.  “Sem esses recursos de Furnas, fica bastante difícil prestar um bom serviço aos alunos”, disse.

CRITÉRIOS

Para se candidatar ao apoio financeiro de Furnas, as instituições devem ter, no mínimo, três anos de existência. Podem se inscrever no edital organizações governamentais dos três níveis (federal, estadual e municipal) e não governamentais (ONGs), conselhos estaduais ou municipais dos Direitos das Crianças e dos Adolescentes, instituições filantrópicas privadas sem fins lucrativos e outras entidades.

A assistente técnica da Gerência de Responsabilidade Socioambiental de Furnas, Margareth de Paula, informou que a maioria dos recursos será destinada para a primeira e última faixas de valor, que receberá cerca de R$ 1,5 milhão cada, enquanto as duas intermediárias terão, cada uma, R$ 1 milhão. “A gente recebe muita solicitação de hospitais, asilos, creches, Apaes”, disse.

Um dos critérios para a escolha dos projetos é a viabilidade técnica, física, financeira e de prazo para execução do que a instituição está pedindo.

A partir do momento que o dinheiro é depositado na conta da instituição, ela tem prazo entre 60 e 120 dias para efetuar o projeto proposto e prestar contas à empresa. Para pequenas benfeitorias, o prazo é de 60 dias, estendendo-se um pouco mais para prefeituras, que exigem licitação.

Desde 2003, o Programa Furnas Social atendeu a 1.724 instituições, com desembolsos em torno de R$ 41 milhões. Foram beneficiadas 12 milhões de pessoas. Em 2018, por ser ano eleitoral, não será lançado edital social.

Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também