Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

Campo Grande - MS, segunda, 19 de novembro de 2018

massa ar frio

Duas cidades de Santa Catarina têm
queda de neve a 12 dias do inverno

9 JUN 2017Por FOLHAPRESS16h:13

A 12 dias do início do inverno, duas cidades de Santa Catarina registraram neve no início da tarde desta sexta-feira (9). Foi a primeira ocorrência do fenômeno neste ano no Estado.

A neve ocorreu em pontos altos de Urupema e de São Joaquim, segundo a Epagri/Ciram, órgão que monitora o clima em Santa Catarina.

As duas cidades ficam na região serrana do Estado. Estão entre as que costumam registrar as menores temperaturas do país e as que mais registram neve.

Em Urupema, nevou no Morro das Torres, a sete quilômetros do centro da cidade, entre 12h30 e 13h30 (de Brasília). De acordo com a prefeitura, o local está a 1.700 metros acima do nível do mar.

Turistas disseram a hoteleiros da cidade que a ocorrência foi fraca, mas a neve chegou a acumular sobre os carros. Às 12h ​(de Brasília), os termômetros de rua no centro da cidade marcavam 3°C.

Em São Joaquim, turistas e moradores disseram que a neve começou por volta das 13h ​(de Brasília). O fenômeno durou poucos minutos, mas foi percebido até em áreas próximas ao centro.

Nas duas cidades havia previsão de neve desde quarta-feira (7). Por isso ambas tinham turistas. Segundo o sindicato dos hoteleiros da região, a ocupação estava em 75%.

De acordo com a Epagri/Ciram, a neve ocorreu por causa da combinação entre frio intenso, provocado pela entrada de uma massa de ar frio, e chuva, que atinge o Estado desde o fim de maio. No ano passado, em São Joaquim houve registro de neve fraca no fim de abril.

CHUVA

A neve chega a Santa Catarina ao fim de um período intenso de chuva que provocou enchente no Estado.
Segundo o meteorologista Marcelo Martins, da Epagri/Ciram, nos oito primeiros dias de junho choveu duas vezes mais que o normal para o mês inteiro.

O último relatório da Defesa Civil estadual, divulgado às 8h ​(de Brasília) desta sexta, indica que a chuva provocou estragos em 97 das 295 cidades do Estado.

A mais atingida foi Rio do Sul, no vale do Itajaí, onde a rotina só começou a ser restabelecida na quinta-feira (8).
O balanço oficial mostra que, em todo o Estado, 21,6 mil pessoas precisaram se abrigar na casa de parentes e 2.600 ficaram em abrigos públicos. Ao todo, 9.100 residências foram atingidas.

Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também