Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

Florianópolis

Dois delegados da Polícia Federal
são mortos a tiros em casa noturna

31 MAI 17 - 09h:10G1

Dois policiais federais foram mortos a tiros em Florianópolis na madrugada desta quarta-feira (31). Segundo a Polícia Militar, uma terceira pessoa também foi baleada. A ocorrência foi registrada pela PM por volta das 2h. De acordo com a Polícia Federal, as vítimas eram delegados do estado do Rio de Janeiro.

Os policiais estavam em uma casa noturna na rua Fúlvio Aducci, no bairro Estreito. De acordo com a Polícia Federal, ocorreu um desentendimento entre frequentadores e tiroteio. Os policiais federais não estavam em serviço.

Um dos policiais teria morrido no local e outro no hospital. A terceira pessoa baleada seria um dos envolvidos no desentendimento e até o início da manhã desta quarta-feira estava internado.

De acordo com a Polícia Militar, por volta das 5h30, um veículo teria passado em frente a unidade de saúde atirando. Ninguém se feriu nesta segunda ocorrência.

A área do estabelecimento foi isolada. O caso está sendo investigado pela Delegacia de Homicídios da Polícia Civil, com apoio da Polícia Federal. Ao menos outros dois homens estariam envolvidos na briga. Até as 7h30 nenhum suspeito havia sido detido.

Segundo a PF, as vítimas estavam em Florianópolis participando de um curso. As identidades não foram divulgadas.

Esse artigo foi útil para você?
Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também

Bolsonaro diz que gostaria de dólar abaixo de R$ 4 e cita impacto externo
BRASIL

Bolsonaro diz que gostaria de dólar abaixo de R$ 4 e cita impacto externo

Secretário diz que reforma focará em tributação do IR, inclusive lucros e dividendos
REFORMA TRIBUTÁRIA

Secretário diz que reforma focará em tributação do IR, inclusive lucros e dividendos

No Senado, CCJ adia para terça votação sobre segunda instância
BRASÍLIA

No Senado, CCJ adia para terça votação sobre segunda instância

IMPEACHMENT

Testemunha confirma que pressionou Ucrânia por ordem de Trump

Mais Lidas

Gostaria-mos de saber a sua opinião