Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

Economia

Depois de 'segunda-feira negra', Bolsas na Ásia voltam a fechar em forte queda

25 AGO 15 - 07h:31FOLHAPRESS

Depois de levar pânico aos mercados mundiais nesta segunda (24), quando a Bolsa de Xangai caiu 8,49%, o mercado acionário chinês voltou a sofrer fortes perdas nesta terça (25). Na ausência de novas medidas por parte do governo, o principal índice da Bolsa de Xangai encerrou o dia em queda de 7,63%.

A queda na segunda-feira foi a maior desde 2007. Desde seu pico, em 12 de junho, a queda acumulada é de 42%.

O índice Nikkei da Bolsa de Tóquio fechou a terça em forte queda de 3,96%, aos 17.806,70. O segundo indicador, o Topix, que reúne os valores da primeira seção, caiu 3,25%, para 1.432,65.
As principais Bolsas europeias, por sua vez, abriram o dia com leves altas. Londres iniciou o pregão com ganho de 1,65%, Paris, 1,84%, Frankfurt, 1,87%, Madri, 1,25%, e Milão, 1,97%.

CONTÁGIO

Na segunda, a Bolsa de Nova York teve, no início do dia, a maior perda diária na história do índice Dow Jones (1.000 pontos). A situação se reverteu após o presidente da Apple, Tim Cook, afirmar à rede americana CNBC que as vendas crescem na China, reduzindo as preocupações com a desaceleração no país. Os papéis, que despencavam 13%, fecharam em baixa de 2,5% no dia.

No Brasil, a aversão ao risco fez o dólar bater em R$ 3,58 e a Bolsa cair mais de 6,5%. No final do dia, a moeda americana terminou a R$ 3,54 no câmbio à vista (mercado financeiro), com alta de 1,23%.

A Bolsa brasileira teve baixa de 3,03% no Ibovespa, que desceu a 44.336 pontos -patamar de março de 2009.

Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também

PRÊMIO MILIONÁRIO

Mega-Sena acumula e pode pagar R$ 48 milhões

CONFLITO

Irã diz estar pronto para se defender após EUA enviarem tropas ao Oriente Médio

Movimentos têm elevado os temores entre os iranianos
INTERNACIONAL

Mais antigo prefeito alemão vai se aposentar após 56 anos no cargo

Ele mora na cidade de Windhagen e participou da Segunda Guerra
RIO DE JANEIRO

Forte esquema de segurança é montado por causa do casamento de Eduardo Bolsonaro

Político se casa com a psicóloga Heloisa Wolf

Mais Lidas