Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

Campo Grande - MS, domingo, 18 de novembro de 2018

Dia Mundial

Demência acomete 47 milhões
de pessoas no mundo, aponta OMS

A previsão é de que a cada ano cerca de 10 milhões de novos casos sejam registrados

21 SET 2017Por Radio Agência Nacional14h:35

Hoje, dia 21 de setembro, é celebrado o Dia Mundial da Pessoa com Doença de Alzheimer e o alerta é para o diagnóstico precoce.

Nas fases iniciais, os sintomas do Alzheimer podem ser muito sutis, começando por lapsos de memória, dificuldade em encontrar as palavras certas para objetos do dia a dia, desorientação de tempo e espaço, alterações de humor e isolamento social.

Segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), o Alzheimer é a forma mais comum de demência, responsável por 60% a 70% dos casos. A estimativa é de que, no mundo inteiro, 47 milhões de pessoas sofram de demência e, a cada ano, cerca de 10 milhões de novos casos sejam registrados.

A Associação Internacional do Alzheimer ressalta que um diagnóstico precoce contribui para que a pessoa e seus familiares e cuidadores estejam melhor preparados e informados para lidar com o avanço da doença. Além disso, dá às pessoas oportunidades de viverem de forma mais produtiva e por mais tempo. 

De acordo com a OMS, apesar de a idade ser o principal fator de risco para a demência, a doença não afeta apenas as pessoas de mais idade. O aparecimento de sintomas antes dos 65 anos de idade representa cerca de 9% dos casos. 

Algumas pesquisas revelaram um vínculo entre a ocorrência da doença e o sedentarismo, o tabagismo, a obesidade, o consumo excessivo de álcool, o diabetes e a hipertensão arterial. Outros fatores de risco são depressão, baixo nível educacional e isolamento social.

O número de pessoas com a doença, no mundo, deve chegar a 75 milhões em 2030 e a 132 milhões em 2050. Estima-se que a cada 3 segundos, um novo caso de demência é detectado no mundo.

De acordo com o Instituto Alzheimer Brasil, estima-se que cerca de 1,2 milhão de pessoas sofram de demência no país.

Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também