Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

Campo Grande - MS, terça, 25 de setembro de 2018

MUNDO

Copiloto desliga ar-condicionado por engano e avião da Air China desce pelo menos 3 mil metros

13 JUL 2018Por G113h:36

Um copiloto da companhia Air China desligou por engano o ar-condicionado de um voo que ia de Hong Kong a Dalian, fazendo com que a aeronave que transportava 153 passageiros e nove tripulantes descesse pelo menos 3 mil metros.

Segundo Qiao Yibin, vice-diretor da Administração de Aviação Civil da China (CAAC), o acidente aconteceu porque o copiloto, cuja identidade não foi revelada, estava fumando um cigarro eletrônico. Ele queria desligar os ventiladores de circulação de ar para evitar que o cheiro se espalhasse para a área dos passageiros, mas acabou desligando o sistema de ar-condicionado.

O erro levou a uma despressurização da cabine e fez com que a aeronave perdesse altitude até que a tripulação de cabine descobriu o problema e ligou o ar-condiconado. De acordo com a CAAC, ninguém ficou ferido.

O passageiro Hoby Sun relatou à rede CNN que todos estavam calmos quando as máscaras caíram. “Não sabíamos o que estava acontecendo, nem parecia que os comissários de bordo sabiam”, disse. “Não estou fisicamente machucado, mas o impacto psicológico perdura. Quando fecho meus olhos, vejo as máscaras de oxigênio balançando na minha frente”.

De acordo com o jornal “China Daily”, aplicativos de rastreamento de voo mostraram que o avião caiu de uma altitude de 10.600 metros a 7.600 em 20 minutos. Depois, voltou a uma altitude de cruzeiro. Já a CNN, que teve acesso aos dados de GPS de Hoby Sun, afirma que o voo desceu de mais de 10 mil metros para menos de 4 mil em menos de nove minutos.

“Ainda estamos investigando o incidente e vamos punir rigorosamente os responsáveis”, disse Qiao Yibin a repórteres nesta sexta.

Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também