Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

MEIO AMBIENTE

Conheça os eixos temáticos do 8º Fórum Mundial da Água

Prévias do evento ocorrem hoje (18), mas abertura oficial é amanhã

18 MAR 18 - 16h:56PORTAL BRASIL

Para nortear as discussões da edição deste ano – que começou hoje (18) em Brasília –, o Fórum Mundial da Água debaterá nove temas prioritários relacionados à água

Clima
Tema relevante no momento, as mudanças climáticas influenciam diretamente o ciclo das águas do planeta, modificando o padrão de chuvas, escoamento dos rios, qualidade da água subterrânea e, em especial, causando eventos críticos como secas, enchentes e derretimento de geleiras, que já são uma realidade em todo o mundo.

Pessoas
A oferta e a qualidade da água estão diretamente ligadas à dignidade humana, sendo um recurso indispensável para a vida e a saúde da população, para a erradicação da pobreza e redução de desigualdades. Por isso, debates sobre a água possuem essa perspectiva humana e devem considerar aspectos como a migração e a miséria, por exemplo.

Desenvolvimento
Para garantir o desenvolvimento sustentável no planeta, é necessária uma gestão eficiente dos recursos hídricos. A agricultura, a energia, a indústria e a sociedade dependem da água para continuar se desenvolvendo, portanto a forma como o recurso é utilizado deve ser consciente e pensada a longo prazo.

Urbano
A urbanização é um movimento crescente, o que gera maior demanda de água doce nas cidades e problemas na infraestrutura de distribuição, além de enchentes e poluição dos recursos. Os gestores e moradores das cidades devem estar atentos à utilização, tratamento e reaproveitamento da água.

Ecossistemas
O uso da água tem influência direta nos ecossistemas do mundo. Nesse eixo temático, as discussões devem tratar da qualidade da água, da biodiversidade e da proteção dos ecossistemas, minimizando o impacto negativo do desenvolvimento na natureza.

Financiamento
A garantia de políticas de proteção da água necessitam de investimentos, além de análise do valor econômico adequado do recurso. O objetivo é discutir práticas como tarifas e impostos, financiamento de investimentos inovadores, de adaptação às mudanças climáticas e do desenvolvimento sustentável.

Compartilhamento
A água é um bem público e limitado, e a responsabilidade sobre ela deve ser dividida entre toda a sociedade e os governos de todo o mundo. Portanto, esse eixo prevê o compartilhamento de boas práticas e o envolvimento dos setores público, privado e da população em defesa do recurso.

Capacitação
Com o auxílio da tecnologia, a educação e a conscientização são elementos fundamentais para a garantia do futuro dos recursos hídricos. A capacitação para lidar com os desafios do setor deve ser oferecida aos gestores, políticos, à comunidade internacional e também aos cidadãos.

Governança
A gestão da água é uma das maiores responsabilidades dos governos. Os líderes políticos precisam implementar regras efetivas e boas práticas para melhorar a administração do recurso, cujos reflexos não são meramente locais, mas se estendem para além de fronteiras nacionais.

Esse artigo foi útil para você?
Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também

CÂMARA DOS DEPUTADOS

Maia prevê votação de PEC sobre prisão em 2ª instância em março

PRESIDENTE DA CCJ

Por 2ª instância, Simone Tebet propõe votar pacote anticrime da Câmara este ano

TCU libera lagosta e vinhos importados no menu do STF
SOFISTICAÇÃO

TCU libera lagosta e vinhos importados no menu do STF

PECs do governo só serão votadas no próximo ano, diz Simone Tebet
BRASÍLIA

PECs do governo só serão votadas no próximo ano, diz Simone Tebet

Mais Lidas

Gostaria-mos de saber a sua opinião