Campo Grande - MS, domingo, 19 de agosto de 2018

e-Commerce

Comércio virtual poderá ter elevação de 30% nos custos de transportes

Devido ao baixo volume, empresários não conseguem negociar contratos

23 JUN 2017Por Idgnow09h:57

Pequenos e médios empresários do comércio online poderão ter elevação nos custos de transportes em 30% com a exclusão do serviço e-Sedex, categoria de entrega expressa dos Correios com valores acessíveis, voltada exclusivamente às empresas de comércio eletrônico.

Com o encerramento do serviço, analistas de mercado e profissionais de e-commerce apontam para o risco de pequenas e médias lojas online tenham de adotar fretes mais caros, já que muitos não possuem contratos com outras transportadoras por conta do baixo volume de vendss.

“O término [do E-Sedex] ocasionará no aumento de preços imediato no frete e da redução de qualidade do serviço”, afirma Maurício Salvador, presidente da Associação Brasileira do Comércio Eletrônico (ABComm).

“O valor do frete representa em média 12% do total a ser pago por um produto adquirido via web”, diz Salvador. Segundo ele, com o aumento desse valor, é inevitável que a diferença não seja repassada ao consumidor final

Willians Marques, diretor-geral da Tray, unidade de e-commerce da Locaweb, estima que a tendência é que o frete fique até 30% mais alto. “O e-Sedex sempre foi de grande valia para os pequenos e-commerces, que devido ao baixo volume de pedidos não conseguem negociar contratos vantajosos com as transportadoras privadas. Agora, caso ainda optem pelos serviços da estatal, terão que utilizar o Sedex tradicional sem desconto.”

Mas há alternativas. Para Carlos Alves, diretor da área de marketplace do Magazine Luiza e vice-presidente da Associação Brasileira de Lojistas de e-Commerce (ABLEC), o encerramento pode representar melhoria na logística das lojas virtuais. “Atualmente, os consumidores estão dispostos a arcar com um custo um pouco mais alto do que o habitual em troca de uma entrega expressa, que ocorre no mesmo dia ou em um dia. Os e-commerces vão precisar reestruturar sua parte operacional e avaliar as melhores opções. Existem serviços de terceirização no qual é assumida toda a logística da empresa, como coleta, embalo e envio e também diversas opções de transportadoras que efetuam um trabalho de qualidade e com preços cada vez mais competitivos.”

Leia Também