Campo Grande - MS, domingo, 19 de agosto de 2018

1º semestre de 2017

Comércio tem retração de 1,5% no movimento de consumidores

Retração é explicada pelo elevado desemprego no país e pelos juros altos

6 JUL 2017Por G111h:42

O movimento dos consumidores nas lojas encerrou o primeiro semestre de 2017 com retração de 1,5% frente ao mesmo período do ano passado, de acordo com o Indicador Serasa Experian de Atividade do Comércio divulgado nesta quinta-feira (6). 

Segundo economistas da Serasa Experian, a retração é explicada pelo elevado desemprego no país e pelos juros ainda altos dos crediários. 

Segmentos

Segundo a Serasa, a maior retração do consumidor no primeiro semestre de 2017 deu-se no segmento de material de construção, que registrou queda de 14,4% frente ao primeiro semestre de 2016, diz o indicador. 

A segunda maior queda foi de 12,6%, observada no movimento dos consumidores nas lojas móveis, eletroeletrônicos e informática, seguida pela retração de 12,4% no segmento de tecidos, vestuário, calçados e acessórios. Houve recuo também significativo, de 10,0%, nas lojas de veículos, motos e peças. 

Retrações menores ocorreram nos setores de combustíveis e lubrificantes (-6,8%) e nos supermercados, hipermercados, alimentos e bebidas (-1,4%), este último segmento tendo um desempenho melhor que os demais principalmente por causa da queda da inflação, puxada pela deflação dos alimentos. 

 

Leia Também