Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

Internacional

Cerca de 600 imigrantes tentam atravessar o Canal da Mancha

Cerca de 400 não cruzaram, enquanto 180 foram interceptados depois de chegarem ao destino

4 AGO 15 - 12h:05Agência Brasil

Cerca de 600 imigrantes ilegais tentaram atravessar o Canal da Mancha através do Eurotúnel, ontem (3) à noite, a partir de Calais, na França, para chegarem ao Reino Unido, divulgaram hoje as autoridades.

O número apresenta uma redução notória comparado com o dia anterior (2), quando 1,7 mil pessoas na mesma condição tentaram chegar à Grã-Bretanha fugindo do controle policial do Eurotúnel.

Cerca de 400 imigrantes em situação ilegal foram impedidos de cruzar o túnel, enquanto 180 foram interceptados e expulsos após chegarem ao destino. Cerca de 20 pessoas foram detidas, disseram fontes policiais.

O aumento da pressão migratória começou na semana passada, após a paralisação parcial, desde junho, do Porto de Calais, após um conflito laboral na empresa de ferries MyFerryLink.

Muitos caminhões com destino ao Reino Unido ficaram retidos à entrada do túnel, o que gerou a oportunidade para muitos imigrantes se esconderem no interior desses veículos e tentar chegar neles à Inglaterra.

Perante o agravamento da situação, o governo francês decidiu enviar na semana passada 120 agentes para reforçar a segurança no local. Já o governo inglês anunciou investimento de 10 milhões de euros para a construção de uma área de proteção para caminhões com destino ao Reino Unido.

Esse artigo foi útil para você?
Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também

CÂMARA DOS DEPUTADOS

Maia prevê votação de PEC sobre prisão em 2ª instância em março

PRESIDENTE DA CCJ

Por 2ª instância, Simone Tebet propõe votar pacote anticrime da Câmara este ano

TCU libera lagosta e vinhos importados no menu do STF
SOFISTICAÇÃO

TCU libera lagosta e vinhos importados no menu do STF

PECs do governo só serão votadas no próximo ano, diz Simone Tebet
BRASÍLIA

PECs do governo só serão votadas no próximo ano, diz Simone Tebet

Mais Lidas

Gostaria-mos de saber a sua opinião