Campo Grande - MS, terça, 14 de agosto de 2018

tensão e crime

Candidato venezuelano à Constituinte
é morto a tiros, informa Ministério Público

30 JUL 2017Por FOLHAPRESS15h:45

José Félix Piñeda, candidato à Assembleia Constituinte, foi morto a tiros neste sábado (29), no município de Heres, no Estado de Bolívar, informou o Ministério Público venezuelano.

"Um grupo de pessoas invadiu no sábado à noite a residência de Piñeda, de 39 anos, em Ciudad Bolívar (sudeste), e ele foi atingido por vários tiros", informou o MP no Twitter. Até o momento, o Ministério Público não vinculou o assassinato a motivações políticas.

De acordo com informações preliminares, Piñeda estava em sua residência com a família e amigos quando duas pessoas invadiram o local, carregando armas de fogo.

"Por José Félix Piñeda e por muitos, é necessário lutar por uma vitória que acabe com a aberração política que desejam implantar", escreveu nas redes sociais Francisco Rangel, governador do Estado de Bolívar -insinuando que foi um crime político.

A coalizão opositora Mesa da Unidade Democrática (MUD), que denuncia o projeto de Maduro como uma fraude que acabará com a democracia, convocou um protesto para este domingo (30) em Caracas e bloqueios de avenidas em todo o país.

Piñeda é o segundo candidato à Constituinte assassinado. No dia 10 de julho, José Luis Rivas Aranguren, 42, foi atingido por oito disparos feitos por dois homens, durante um comício na noite de segunda-feira (10) em Maracay, a 123 km de Caracas.

Leia Também