Campo Grande - MS, segunda, 20 de agosto de 2018

Ex-governador

Cabral é condenado pela terceira vez, com pena de 13 anos

20 OUT 2017Por FOLHAPRESS18h:04

O ex-governador Sérgio Cabral (PMDB) foi condenado pela terceira vez em ação penal decorrente da Operação Lava Jato. O juiz Marcelo Bretas impôs uma pena de 13 anos ao peemedebista no processo que tratava da Operação Mascate.

O processo analisava a lavagem de dinheiro de R$ 3,4 milhões feita pelo ex-assessor do peemedebista Ary Filho por meio de concessionárias de carro. As empresas firmaram contrato fictício com firma de Carlos Emanuel Miranda, outro ex-assessor de Cabral, a fim de "esquentar" recursos.

Filho foi condenado a nove anos e quatro meses e poderá recorrer em liberdade. Miranda recebeu uma pena de 12 anos e permanece preso em razão das investigações ainda em curso.

CONDENAÇÕES

Cabral já havia sido condenado em outros dois processos, somando um total de 49 anos de prisão. Com a nova sentença, o ex-governador já acumula 62 anos de pena. Ele ainda responde a outras 13 ações penais.

A Procuradoria afirma que o ex-governador cobrava 5% de propina nos grandes contratos do Estado. Parte do dinheiro era mantida no exterior e outra parte, lavada por meio de esquemas dentro do país.

Em depoimento, Cabral negou que tivesse qualquer relação com os contratos fictícios firmados entre as concessionárias e as empresas de Miranda. Disse também não saber porque Ary Filho entregava dinheiro vivo aos empresários.

Leia Também