Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

segunda, 18 de fevereiro de 2019 - 23h30min

PRÓXIMA SEMANA

Brasileiros formados no exterior poderão integrar Mais Médicos

Há aproximadamente 1.500 vagas em aberto, segundo o balanço do Ministério da Saúde

7 FEV 19 - 22h:45AGÊNCIA BRASIL

O programa Mais Médicos, do governo federal, abre inscrição para que médicos brasileiros formados no exterior, mas sem registro, possam integrar o prograna. Interessados devem se inscrever nos dias 13 e 14 para concorrer às vagas. 

Os candidatos deverão entrar no site do programa e indicar em quais municípios desejam realizar o atendimento à população.

O processo ocorrerá na próxima semana. No dia 13, o Ministério da Saúde irá divulgar os municípios com vagas remanescentes em aberto. Nos dois dias seguintes, os médicos que obtiveram diplomas no exterior, mas não têm registro no Brasil escolherão a cidade de sua preferência entre as que disponibilizaram vagas.

No dia 19, será divulgada a lista dos inscritos, das vagas ocupadas e dos municípios contemplados. De acordo com o Ministério da Saúde, os profissionais sem registro vão passar por um “módulo de acolhimento”, onde serão oferecidas aulas e haverá avaliação pela equipe do programa, com aplicação de exames e outras formas de verificação da condição de atuação dos inscritos.

Balanço

Há aproximadamente 1.500 vagas em aberto, segundo oúltimo balanço do Ministério da Saúde, divulgado no dia 15 de janeiro.

Das 8.517 vagas abertas com a saída de Cuba do acordo de cooperação que viabilizava a presença de profissionais daquele país no programa, foram realizadas novas chamadas nas quais as vagas foram ocupadas por 7 mil médicos com registro no país até o momento da atualização.

Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também

BRASIL

Prefeito é investigado por mandar funcionários assistirem a show de noiva

BRASIL

Casal de empresários doa R$ 40 milhões para hospital que atende SUS

TRAGÉDIA DE BRUMADINHO

MP recomenda à Vale adoção de medidas de proteção de bens de removidos

BRASIL

Fake news são empecilho para aumento da vacinação contra HPV

Mais Lidas