Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

Assine a Newsletter

MEIA MARATONA

Brasileiro trava duelo emocionante com queniano,
mas fica em 2º

Giovani cravou 1h02s27; o também queniano Richard Mutai, 3º colocado, 1h04s54

30 AGO 15 - 11h:52G1

Foi por pouco, mas ainda não foi desta vez que o Brasil acabou com o incômodo jejum na Meia Maratona Internacional do Rio de Janeiro. A última vitória brasileira na prova carioca foi em 2008 com Marilson dos Santos. Giovani dos Santos bem que tentou repetir o feito do bicampeão da Maratona de Nova York e colocou o Edwin Rotich para correr, mas a pressão do mineiro de 34 anos nos metros finais não o suficiente para tirar a vitória do queniano, que completou o percurso de 21km de São Conrado ao Aterro do Flamengo em 1h02m25. Giovani cravou 1h02s27 e o também queniano Richard Mutai, terceiro colocado, 1h04s54.

Apesar de não ter conseguido impedir a vitória de Edwin Rotich, o brasileiro festejou o segundo lugar e aproveitou para pedir mais incentivo aos atletas brasileiros a cerca de um ano dos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro.

- Foi um duelo bem disputado e fiz o que pude, mas ainda está faltando um pouquinho de incentivo para os brasileiros. Eu quase não vim para essa prova, mas vim para dedicar ao povo brasileiro. Esse resultado é sensacional, porque a gente vem fazendo uma disputa muito acirrada. Enfrentei ele há duas semanas e fiquei 25 segundos atrás e hoje foi na casa de dois segundos. Procuro fazer o melhor para a torcida brasileira e estou muito feliz. Agora é trabalhar porque está faltando no meu currículo a São Silvestre - afirmou o brasileiro.

Entre as mulheres a vitória também foi do Quênia. Vencedora em 2013 e 2014, Nancy Kiprop não passou o mesmo sufoco que seu compatriota e confirmou seu favoritismo até com uma certa folga. A agora tricampeã completou a prova em 1h12m37, seguida da também queniana Delvine Meringor, que cruzou a linha de chegada em 1h12s55, e da brasileira Sueli Pereira da Silva, que completou o percurso em 1h14s16. 

- Foi a prova que esperava fazer. Não é fácil correr com as quenianas, mas consegui ir até a altura dos 11km com ela. No final ela abriu e não deu - explicou Sueli.

CONFIRA OS RESULTADOS:

Masculino:

1º - Edwin Rotich (KEN) - 1h02s25 
2º - Giovani dos Santos (BRA) - 1h02s27
3º - Richard Mutai (KEN) - 1h04s54

Feminino:

1ª - Nancy Kiprop (KEN) - 1h12s37
2ª - Delvine Meringor (KEN) - 1h12s55
3ª - Sueli Pereira Silva (BRA) - 1h14s16 

Esse artigo foi útil para você?
Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também

Prazo para eleitor regularizar título termina em maio
ELEIÇÕES 2020

Prazo para eleitor regularizar título termina em maio

ANÁLISE

Irã enviará para Ucrânia caixas pretas de avião derrubado acidentalmente

BRASIL

Polícias mudam rotina para se adequarem à Lei de Abuso de Autoridade

R$ 2 BILHÕES

'Somos escravos da lei', diz Bolsonaro sobre sanção de Fundo Eleitoral

Mais Lidas

Gostaria-mos de saber a sua opinião