Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

POLÍTICA

Bolsonaro dá boas vindas ao general Villas Bôas que integrará o GSI

“Seja bem-vindo amigo general Villas Bôas! É uma satisfação!”, postou o presidente no Twitter

12 JAN 19 - 13h:30AGÊNCIA BRASIL

O general Eduardo Villas Bôas, que, nessa sexta-feira (11), passou o cargo de comandante do Exército para o general Edson Leal Pujol, durante cerimônia no Clube do Exército, em Brasília, foi convidado pelo presidente Jair Bolsonaro para ocupar um cargo no Gabinete de Segurança Institucional (GSI), que funciona no Palácio do Planalto.

Hoje (12), o presidente deu boas vindas a Villas Bôas, em resposta a uma postagem do general, que, no seu perfil no Twitter, externou a sua felicidade com o convite feito pelo presidente para integrar a equipe do GSI. “Seja bem-vindo amigo general Villas Bôas! É uma satisfação!”, disse Bolsonaro também em seu perfil no Twitter.

O general publicou que no GSI poderá continuar contribuindo para o desenvolvimento do Brasil. “Gostaria de externar a minha felicidade por receber uma missão do presidente Jair Bolsonaro ao ser convidado para integrar o Gabinete de Segurança Institucional, no qual poderei continuar contribuindo para o desenvolvimento da nossa Pátria”. Villas Boas vai trabalhar com o general Augusto Heleno, ministro do GSI.

Há pouco, o presidente Jair Bolsonaro deixou o Palácio da Alvorada, residência oficial da Presidência da República, e foi para o Clube do Exército, em Brasília.

Esse artigo foi útil para você?
Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também

CÂMARA DOS DEPUTADOS

Maia prevê votação de PEC sobre prisão em 2ª instância em março

PRESIDENTE DA CCJ

Por 2ª instância, Simone Tebet propõe votar pacote anticrime da Câmara este ano

TCU libera lagosta e vinhos importados no menu do STF
SOFISTICAÇÃO

TCU libera lagosta e vinhos importados no menu do STF

PECs do governo só serão votadas no próximo ano, diz Simone Tebet
BRASÍLIA

PECs do governo só serão votadas no próximo ano, diz Simone Tebet

Mais Lidas

Gostaria-mos de saber a sua opinião