Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

ACIDENTE COM AVIÃO

Bolívia nega recurso e seguradora terá que pagar vítimas da Chape

3 JUN 17 - 08h:50Folhapress

O governo boliviano considerou válida a apólice da Lamia com a seguradora Bisa e afirmou que a empresa terá que indenizar as vítimas do acidente com a delegação da Chapecoense em 2016. O valor a ser dividido entre sobreviventes e familiares dos mortos é de US$ 25 milhões (cerca de R$ 81 milhões).

A Bisa alegava que seu contrato com a Lamia não estava em vigor devido a inadimplência da companhia aérea. A seguradora também alegava que seu contrato com a empresa de aviação não previa voos para a Colômbia, onde ocorreu a tragédia.

A empresa ainda tentou um acordo de US$ 200 mil (aproximadamente R$ 650 mil) com os representantes das vítimas -sem sucesso.

O valor da apólice não será dividido igualmente. Será feito um cálculo levando em consideração a expectativa de vida de cada uma das vítimas -os mais jovens receberão mais que os mais velhos. Os familiares dos envolvidos no acidente acionaram o escritório Podhurst Orseck, com sede em Miami, para cuidar judicialmente do caso. 

Esse artigo foi útil para você?
Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também

PROCURADOR DA REPÚBLICA

Deltan Dallagnol abre mão de promoção para ficar na Lava Jato

Três pessoas morrem em queda de avião em Belo Horizonte
ACIDENTE AÉREO

Três pessoas morrem em queda de avião em Belo Horizonte

Mundial abre venda de ingressos em estádios a cinco dias de início
SUB-17

Mundial abre venda de ingressos a cinco dias de início

AIRBNB

STJ vai decidir se condomínios podem proibir aluguéis por aplicativos

Mais Lidas

Gostaria-mos de saber a sua opinião