Campo Grande - MS, segunda, 20 de agosto de 2018

Rio de Janeiro

Bebê baleado ainda na barriga da mãe respira por aparelhos

Ele está sedado e nasceu paraplégico em função do tiro

2 JUL 2017Por Folhapress11h:24

O bebê Artur, baleado quando ainda estava na barriga da mãe Claudineia dos Santos Melo, permanece internado neste domingo (2) em estado grave. Ele está sedado e respira por aparelhos. A mãe já está acordada e lúcida. Ao recuperar os sentidos, a primeira pergunta que fez foi sobre o estado de saúde do filho, que nasceu numa cesariana de emergência. Os dois estão em hospitais diferentes. Artur foi transferido para o Hospital Estadual Adão Pereira Nunes, em razão da gravidade de seu quadro.

O secretário de Saúde de Duque de Caxias, José Carlos Oliveira, afirmou que o bebê está paraplégico.
Melo foi baleada na favela do Lixão, em Duque de Caxias (Baixada Fluminense), quando estava na 39ª semana de gravidez. O projétil atingiu o quadril da mulher para, em seguida, atravessar o tórax e o pulmão do bebê, que teve também uma lesão neurológica na coluna.

Ela havia saído para o mercado quando foi baleada. De acordo com a Polícia Militar, agentes haviam acabado de realizar uma operação na favela quando, na saída, foram alvos de tiros. A PM afirma que não houve revide. "Naquele momento as guarnições foram chamadas por transeuntes dizendo que havia uma pessoa baleada na Rua Frei Fidelis. A vítima, uma mulher grávida, foi atingida por disparo de arma de fogo na perna", diz nota da PM.

Leia Também