Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

DECLARAÇÕES

Após desarmamento das Farc, Santos diz que pobreza é novo inimigo da Colômbia

O presidente também diz que mudança para a paz "requer um país unido, não polarizado"
11/06/2017 10:43 - AGÊNCIA BRASIL


O presidente da Colômbia, Juan Manuel Santos, disse que, após o processo de desmobilização das Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc), os novos inimigos do país são a pobreza e a desigualdade. As informações são da Agência EFE. 

"Todos vamos levar este país adiante. As Farc estão entregando as suas armas e vão desaparecer como grupo armado. Assim os novos inimigos são a pobreza, a ignorância e a falta de saúde, que é o que estamos combatendo e o que estamos vencendo", afirmou Santos.

O presidente também manifestou que a mudança para a paz "requer um país unido, não polarizado. É o que eu quero para a Colômbia".

Na última quinta-feira, a missão da Organização das Nações Unidas (ONU) na Colômbia confirmou que as Farc já entregaram 2.300 armas, o equivalente a 30% do arsenal do grupo guerrilheiro, que faz sua transição à vida civil depois de assinar o acordo de paz com o governo.

O líder máximo das Farc, Rodrigo Londoño, conhecido Timochenko, afirmou na última quarta-feira que a guerrilha entregará mais 30% de seu armamento no próximo dia 14 de junho e os 40% restantes em 20 de junho. 

Felpuda


Alguns políticos estão se aproveitando deste momento preocupante de pandemia para sugerir projetos oportunistas que, em alguns casos, são de resultados extremamente duvidosos. O mais interessante – para não dizer outra coisa – é que se for analisado o desempenho normal dessas figuras, verifica-se que essa preocupação toda nunca esteve no topo das suas prioridades. Ano eleitoral é assim mesmo. Lamentável!