Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

Assine a Newsletter

Antidoping

Anderson Silva alegará uso de viagra em defesa no caso antidoping

brasileiro alegará uso de medicamento para aumento de performance sexual

12 AGO 15 - 07h:38MSN Esportes

A audiência que julgará os flagras nos exames antidoping de Anderson Silva será realizada nesta quinta-feira (13), em Las Vegas (EUA), e deverá contar com uma argumentação de defesa no mínimo curiosa por parte do brasileiro, como informou o site Combate.com.

De acordo com a publicação, o brasileiro alegará que o uso de medicamento contaminado para aumento de performance sexual, mais conhecido como viagra, foi um dos causadores dos resultados positivos, assim como confessar que fez uso de remédios para controle de insônia e ansiedade na véspera da luta.

Em outra parte do documento obtido pela reportagem do site, Anderson tentará colocar em conflito os resultados dos testes colhidos após a luta, uma vez que, de acordo com matéria publicada pelo portal UOL meses atrás, duas coletas foram examinadas por diferentes laboratórios e apenas uma delas acusou o uso de substâncias proibidas.

Agora, meus caros, temos que aguardar a audiência do dia 13 paraver como a Comissão receberá a argumentação do ex-campeão peso médio (84 kg) do UFC, que em sua última, em janeiro deste ano, bateu Nick Diaz, mas acabou flagrado no teste antidoping (antes e depois da luta) e, desde então, cumpre punição preventiva.

Esse artigo foi útil para você?
Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também

PRIMEIRA INSTÂNCIA

TRF-4 nega recurso de Lula para anular provas no caso do Instituto

BRASÍLIA

Alcolumbre diz que criará comissão mista para discutir reforma tributária em 2020

BUSCAS CONTINUAM

Navio brasileiro encontra destroços de avião chileno

As partes da aeronave estavam a 518 km de Ushuaia, na Argentina
AMÉRICA LATINA

Evo anuncia que está na Argentina e agradece período de acolhimento no México

Mais Lidas

Gostaria-mos de saber a sua opinião