Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

Assine a Newsletter

ESPAÇO

Japoneses lançam nanossatélite de estudantes brasileiros

O satélite de pequeno porte está a bordo da cápsula japonesa HTV5

19 AGO 15 - 18h:45AGÊNCIA BRASIL

O primeiro nanossatélite do Sistema Espacial para Pesquisas com Nanossatélites, da Agência Espacial Brasileira, em parceria com universidades, foi lançado nesta quarta-feira (19) pela agência japonesa, às 8h50, e está a caminho da Estação Espacial Internacional, em órbita a uma distância de 330 a 430 quilômetros da Terra.

O satélite de pequeno porte está a bordo da cápsula japonesa HTV5, que leva também suprimentos e materiais de pesquisa para o laboratório espacial. A previsão é que a cápsula seja acoplada à estação na próxima segunda-feira (24), quando as duas estiverem com as órbitas ajustadas.

O nanossatélite estará em órbita da Terra no final de setembro ou início de outubro. O estudante de engenharia aeroespacial da Universidade de Brasília (UnB) Brenno Popov, um dos jovens que ajudaram a criar e a montar o artefato, disse que o desafio é provar a capacidade dos pequenos satélites na transmissão de dados.

O objetivo é que o pequeno satélite seja capaz de receber e devolver mensagens que podem ser baixadas de qualquer lugar do planeta. “Após 30 minutos do lançamento no espaço, o sistema será ligado, e as antenas, liberadas, deixando o satélite pronto para receber comunicações da Terra”, explica Popov.

A agência brasileira investiu R$ 800 mil no nanossatélite. “Como é um satélite universitário, que os estudantes ajudaram a desenvolver, não há certeza de que vai funcionar. Mas, por ser uma plataforma barata, de fácil manuseio, se der problema, a perda é pequena”, explicou o estdudante.

Além de alunos dos cursos de engenharia aeroespacial e de engenharia elétrica da UnB, participaram do projeto estudantes das universidades federais de Santa Catarina, do ABC, de Minas Gerais e do Instituto Federal Fluminense e das universidades de Vigo, na Espanha, Morehead State California e State Polytechnic, nos Estados Unidos, e Sapienza Università di Roma, na Itália.

Esse artigo foi útil para você?
Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também

Estudantes têm até às 23h59 deste domingo para se inscrever no Sisu
ÚLTIMA OPORTUNIDADE

Estudantes têm até às 23h59 deste domingo para se inscrever no Sisu

ENTREVISTA

'Recessão profunda torna retomada lenta', diz economista

MUDANÇAS

Senado manteve em 2019 veto à propaganda partidária na TV e rádio

IMPEACHMENT

Defesa de Trump diz que relação com Ucrânia era de interesse nacional

Mais Lidas

Gostaria-mos de saber a sua opinião