Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

CASO POLÊMICO

Adolescente passa pela primeira sessão para remover frase "eu sou ladrão e vacilão"

25 JUN 17 - 13h:48Zero Hora

O adolescente de 17 anos que teve a testa tatuada porque teria tentado furtar uma bicicleta em São Bernardo do Campo, em São Paulo, passou, no sábado (24), pela primeira sessão para remover a frase “eu sou ladrão e vacilão”. A informação, publicada pelo G1, foi confirmada pela clínica de reabilitação onde ele passa por tratamento contra o vício de crack e álcool.

O tratamento ocorre em uma clínica na cidade de Mairiporã, na Grande São Paulo. O adolescente deve ser submetido a 10 sessões para a remoção, sendo uma por mês. Assim, até março do ano que vem, a tatuagem deve ter desaparecido.

O suspeito foi internado em 13 de junho e deve permanecer em reabilitação até o fim do ano. Ele foi tatuado na testa em 9 de junho pelo músico e tatuador Maycon Wesley Carvalo dos Reis, 27 anos. O seu vizinho, o pedreiro Ronildo Moreira de Araújo, 29 anos, filmou a ação.

Após a divulgação do vídeo nas redes sociais, a Polícia Civil prendeu Maycon e Ronildo. Os dois confessaram o crime e afirmaram que a atitude seria uma punição pelo suposto furto de uma bicicleta adaptada de um deficiente físico. Eles foram indiciados por tortura, mas o Ministério Público (MP) não concordou e denunciou os suspeitos por constrangimento ilegal, lesão corporal e ameaça.

Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também

IMPORTAÇÃO

Bolsonaro diz que avalia reduzir para 4% imposto sobre produtos de TI

REUNIÃO DO G20

Japão propõe mecanismo internacional para descarte de resíduo nuclear

CUIABÁ

Tribunal condena militar que tentou vender 120 quilos de carne do batalhão

BNDES

Saída de Levy não deve ter impacto sobre reforma da Previdência, diz especialista

Mais Lidas