Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

Violência

Adolescente é preso por suspeita de ataques com ácido em Londres

14 JUL 17 - 08h:06Folhapress

A polícia de Londres prendeu nesta sexta-feira (14) um adolescente de 16 anos suspeito de realizar cinco ataques com ácido no leste da capital britânica.

O jovem é suspeito de ter agido junto de outro homem. A dupla usou uma moto para atacar e roubar dois motociclistas, partindo para um novo ataque com a nova moto. As outras três vítimas eram pedestres.

O primeiro chamado foi recebido pela polícia às 21h25 de quinta-feira (13), seguido por quatro outros incidentes envolvendo o uso de ácido num período de 90 minutos.

O adolescente foi detido por suspeita de participar de "atos graves de agressão e assalto". O outro suspeito continua foragido.

As vítimas foram levadas a hospitais, uma em estado grave.

OUTROS ATAQUES
Estes novos ataques com ácidos ocorrem após uma série de outras ações parecidas, incluindo uma onde um homem foi acusado de jogar ácido em uma modelo e seu primo dentro de um carro. Um homem de 25 anos foi detido e acusado neste caso.

A polícia de Londres diz que o número de ataques com líquidos corrosivos cresceu de 261 em 2015 para 454 em 2016. Alguns parecem relacionados a uma gangue e ao roubo de carros e motos.

Em abril, ácido foi jogado em uma multidão numa casa noturna no leste de Londres, deixando duas pessoas parcialmente cegas e outras desfiguradas.

Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também

TRAGÉDIA

Inquérito sobre Brumadinho deve ser dividido em dois pela Polícia Federal

Rompimento da barragem deixou 209 mortos e 97 desaparecidos
ITÁLIA

Motorista sequestra e ateia fogo em ônibus lotado de crianças

Ato foi aparente protesto contra afogamentos de migrantes
MAIS RIGOR

Projeto de lei aprovado na CCJ exige mais transparência de Partidos Políticos

O projeto obriga partidos políticos a aumentar a transparência e evitar atos de corrupção
Dados atualizados confirmam <BR>209 mortes em Brumadinho
NÚMEROS OFICIAIS

Dados atualizados confirmam
209 mortes em Brumadinho

Mais Lidas