Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

OSCAR QUIROGA

Confira o seu astral para esta sexta-feira

Confira o seu astral para esta sexta-feira
31/01/2020 04:00 - OSCAR QUIROGA


CALENDÁRIOS E ASTROLOGIA

Os calendários e a Astrologia têm a mesma origem, foram criados na humanidade como o resultado do esforço de sincronizar as atividades terrestres e as celestes. Graças aos esforços do humano neolítico, perpetuados em contagens de tempo marcadas nas pedras, ou em construções que emolduram eventos estelares em determinadas épocas do ano, se deu um enorme salto evolutivo, porque pela previsibilidade do tempo se tornou possível o assentamento e a produção de comida. À medida que o calendário que serve para garantir essa sincronia entre o céu e a terra passa a se desviar de sua função, atendendo aos interesses burocráticos ou desprovidos de significado cósmico, a civilização humana experimenta a decadência. Retoma tu essa sincronia; a Lua Vazia de hoje te autoriza a parar de trabalhar e iniciar o descanso de fim de semana.

Áries 21/03 a 20/04
Persistir é importante, insistir não. Há uma diferença sutil entre uma e outra atitude; enquanto a persistência se baseia em planos e visões, a insistência é cega e segue as orientações burras da teimosia. É assim.

Touro 21/04 a 20/05
Enquanto a vida continua ocorrendo com o seu ar de normalidade, a sua vida interior está a mil por hora, cheia de intensidade, atraindo mais a sua atenção do que qualquer outra coisa que estiver acontecendo por aí.

Gêmeos 21/05 a 20/06
Quanto mais gente, melhor. Não por causa do barulho e das eventuais discórdias que sucedem, porque as pessoas têm dificuldade de colaborar entre si, mas porque é do espírito do grupo que depende tudo o mais.

Câncer 21/06 a 21/07
Há margem suficiente para você fazer bastante coisa e, como resultado, contemplar o avanço de seus projetos de vida. Procure evitar as distrações, por mais adoráveis que sejam, porque o assunto agora é mesmo o trabalho.

Leão 22/07 a 22/08
O problema de você se entusiasmar com todas essas ótimas ideias que surgem de todos os lados é que ainda restam as ideias anteriores para serem praticadas. O tempo terrestre é muito escasso para tantas ideias.

Virgem 23/08 a 22/09
Os perigos que você fareja talvez não sejam tão perigosos assim, mas vale a pena investigar, mais para encontrar os meandros que em sua mente produzem ansiedade inútil do que para chegar a comprovar certezas infundadas.

Libra 23/09 a 22/10
Pode haver um pouco de discórdia e isso ser natural e admissível. Seria improvável que as pessoas se entendessem sempre em um ambiente harmonioso, inclusive porque parte de suas demandas são inaceitáveis para outrem.

Escorpião 23/10 a 21/11
Foque seu poder de fogo na ordem cotidiana, porque de outra maneira todas as potencialidades que se colocaram sobre a mesa de jogo desaparecerão sem deixar rastros, e em sua boca restará o sabor amargo da decepção.

Sagitário 22/11 a 21/12
Siga pela linha do que entusiasmar você, porém, se o entusiasmo não tiver um foco definido, então o melhor a se fazer será começar a escolher uma linha prática no meio de tanto entusiasmo e de efusividade.

Capricórnio 22/12 a 20/01
Seria melhor que todas as pessoas próximas, que você chama de familiares, – sem que necessariamente tenham laços de parentesco –, estivessem em harmonia com você. Invista tempo nisso.

Aquário 21/01 a 19/02
A mente é dispersa por sua própria natureza, porque é capacitada a perceber e a processar muita coisa ao mesmo tempo. Porém, há na mesma mente o instrumento que a sujeita a se concentrar. Use esse instrumento.

Peixes 20/02 a 20/03
Se tudo fosse fácil, você não manteria o foco nem a atenção necessária para sustentar os seus projetos. As complicações, mesmo desconfortáveis, hão de servir para você fundamentar melhor os planos e os  projetos.

Felpuda


Dez vereadores da Capital mudaram de partido na tentativa de encarar a reeleição ou, dependendo do caso, disputar a vaga de vice-prefeito. Legendas foram “engordadas”, outras entraram em estado de inanição e outras ainda simplesmente sumiram do mapa. Que ninguém ouse perguntar a quem “trocou de camisa” qual a linha programática dos partidos em que agora estão filiados. Seria para eles, digamos, questão de pouca importância. Política tem dessas coisas...