Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

OSCAR QUIROGA

Confira o seu astral para esta segunda-feira

Confira o seu astral para esta segunda-feira
03/02/2020 04:00 - OSCAR QUIROGA


 

ESSAS PEQUENAS COISAS

São essas pequenas coisas que normalmente deixamos ocorrer no automático, enquanto os nossos sentidos se conectam aos grandes sonhos e as ambições, os detalhes da vida cotidiana os que, por somatório, podem nos derrubar ou nos alçar à glória. Nada há em tua vida que não seja importante, tudo é uma construção. Tua saúde pode estar perfeita, mas do dia para a noite, uma existência microscópica como a de um vírus pode te derrubar e fazer com que te sintas a pior pessoa do mundo. Ao mesmo tempo, se a flora intestinal, feita de bactérias, não estiver cumprindo o seu serviço, a tua saúde também declinará. No âmbito da vida cotidiana, nada deixes solto, retorna a tua atenção todos os dias a tudo que pensas não merecer a tua atenção, porque são as pequenas coisas que te conduzirão à glória merecida.

Áries 21/03 a 20/04
Seus trunfos não serão perdidos, mas prevalecerão. Isso é algo com que a sua alma há de contar neste momento, sem, no entanto, cair no erro da arrogância de achar que está com essa bola toda aí. Isso seria fraqueza.

Touro 21/04 a 20/05
Ainda dá tempo de tomar as iniciativas sobre as quais eventualmente você tinha tantas dúvidas e preferiu deixar para depois. O depois é exatamente agora, mas só valerá se você se atrever a colocar em prática.

Gêmeos 21/05 a 20/06
Quando tudo parecia perdido, eis que ressurgem as oportunidades que foram consideradas fora do jogo. Mantenha sempre a sua mente clara e atenta, porque o Universo é cheio de mistérios que a razão não consegue antecipar.

Câncer 21/06 a 21/07
É preferível você não se manifestar a respeito de tudo que ocorre, melhor guardar as suas opiniões e pontos de vista até a poeira das discussões abaixar e, só então, com os conceitos amadurecidos, expor a sua visão.

Leão 22/07 a 22/08
Muita coisa pode ser feita contando apenas com os seus recursos, porém, neste momento, dividir as tarefas e as obrigações pareceria ser a melhor pedida. Procure observar ao seu redor e aproveitar as parcerias oferecidas.

Virgem 23/08 a 22/09
A mente formula ideações na velocidade da luz e aos borbotões, porém, você sabe, por experiência própria, que é impossível realizar todas elas. Chegou a hora, então, de pinçar as melhores, as mais práticas possíveis.

Libra 23/09 a 22/10
Aceitar o estresse dos riscos envolvidos nunca será fácil, porém, há momentos, como o atual, que fica mais do que evidente a necessidade de dar esse passo. Mesmo assim, haverá estresse, é o preço a pagar pelo progresso.

Escorpião 23/10 a 21/11
Tudo está bem, até o momento em que não está mais assim, e nesse instante, a mudança ocorre depressa. Não importa, isso só agregará emoção ao caminho. Aceite os ocorridos, não resista, siga em frente.

Sagitário 22/11 a 21/12
O que andava sendo trabalhoso demais para a sua alma, agora encontra um pouco de alívio pelas mãos das pessoas que se mostram solidárias. No entanto, isso não fará desaparecer os espíritos de porco.

Capricórnio 22/12 a 20/01
Chega a hora em que o entusiasmo precisa ser posto no cabresto para que o espírito prático tome as rédeas e domine. Há coisas que podem ser feitas no atropelo, porém, muitas outras precisam de planejamento.

Aquário 21/01 a 19/02
Nem tudo é o fim da picada. Algumas opções disponíveis são o contrário. Porém, como a sua alma está cansada de levar tombo, talvez você deva se esforçar para enxergar o real.

Peixes 20/02 a 20/03
Apesar de parecer que não dá tempo para consertar o erro, se você tomar a iniciativa e tentar, as coisas darão muito certo. Evite a inércia, é preciso boa vontade, mas não a do tipo teórico, e sim a de efeito prático.

Felpuda


Malfeitos que teriam sido praticados em tempos não tão remotos podem ser a pedra no caminho de pré-candidatura que está sendo costurada. As conversas ainda estão nas “ondas da rádio-peão”, mas, com a proximidade da campanha eleitoral, há quem diga que isso se tornará uma tremenda dor de cabeça para quem vai enfrentar as urnas. Pior:  o dito não seria culpado direto, mas sim a sua...  Bem, deixa rolar para ver onde vai parar.