Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

FILME NACIONAL

Produtores do filme 'Marighella' cancelam lançamento do filme nos cinemas

Produtores do filme 'Marighella' cancelam lançamento do filme nos cinemas
12/09/2019 23:00 - ESTADÃO CONTEÚDO


Os produtores do filme Marighella, de Wagner Moura, anunciaram nesta quinta-feira, 12, o cancelamento da data de lançamento do longa nos cinemas brasileiros. Em nota divulgada à imprensa, a equipe não dá previsão de uma nova data.

De acordo com a nota, o cancelamento aconteceu por problemas de documentação. "A produtora 02 Filmes não conseguiu cumprir a tempo todos os trâmites exigidos pela Ancine (Agência Nacional do Cinema)", escreveram os produtores.

Com Seu Jorge no papel principal, Marighella conta a história do guerrilheiro que lutou contra a ditadura militar brasileira. No elenco também estão Adriana Esteves, Bruno Gagliasso, Jorge Paz, Luiz Carlos Vasconcelos e Humberto Carrão.

Confira a nota na íntegra:

Nós, produtores do longa-metragem "Marighella", dirigido por Wagner Moura, anunciamos que a data de lançamento do filme nos cinemas brasileiros, divulgada anteriormente para 20 de novembro de 2019, está cancelada.

Os produtores haviam escolhido o mês de novembro, que marca os 50 anos de morte de Carlos Marighella, e o dia 20, da Consciência Negra, para a estreia. No entanto, a O2 Filmes não conseguiu cumprir a tempo todos os trâmites exigidos pela Ancine (Agência Nacional do Cinema).

"Marighella" segue sendo apresentado com muitos sucesso em vários festivais de cinema no mundo. Nosso objetivo principal sempre foi a estreia no Brasil. Os produtores e a distribuidora Paris Filmes vão seguir trabalhando para que isso aconteça.

Felpuda


Ao que tudo indica, partido teria criado “racha” apenas visando jogar para a plateia, e, assim, quem estava com a corda toda anunciou que se prepara para o desembarque. Nos bastidores o que se ouve é que o tal fundo partidário seria o motivo da desavença e que quem nunca comeu mel quando come se lambuza. Só que não. A estratégia é continuar “dono” da atual legenda e “tomar a frente” de partido que está em fase embrionária. Tudo inspirado na “velha política”.