Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

TELEVISÃO

João Côrtes será repórter dos bastidores da nova temporada do “Popstar”

João Côrtes será repórter dos bastidores da nova temporada do “Popstar”
07/08/2019 14:04 - GERALDO BESSA/TV Press


Com o coração dividido entre a música e a atuação, João Côrtes é do tipo que sabe muito bem o que quer. No entanto, também tem faro para reconhecer e aproveitar oportunidades fora de suas áreas de maior interesse. É por isso que ele exibe muita empolgação ao falar sobre a função de repórter que assume na nova temporada do “Popstar”, programa apresentado por Taís Araújo que tem previsão de estreia para outubro. “Sempre amei me comunicar, mas nunca imaginei que seria lembrado para um posto desse porte. Pelo menos não tão cedo. Adorei o convite, aceitei prontamente e já estou ansioso para o trabalho começar. Tenho muito carinho pelo programa”, ressalta. A história de João com o “Popstar” é tão recente quanto intensa. No ano passado, ele surpreendeu jurados e público ao entoar com propriedade e afinação diversos clássicos da música “pop”, como “Feeling Good” e “I Will Be There”. De “azarão”, acabou ficando em segundo lugar na colocação geral. “O ‘Popstar’ foi a oportunidade perfeita para apresentar as músicas que tenho prazer em cantar e, de quebra, ainda ter o 'feedback' de grandes nomes da indústria fonográfica. Posso dizer com tranquilidade que foi um divisor de águas na minha carreira”, valoriza.

O fato de já saber como funciona a dinâmica do programa facilita bastante a vida de João. Os participantes da próxima edição ainda estão sendo selecionados pela direção do “Popstar”, mas João já sabe muito bem como agir nos bastidores para deixar os competidores mais calmos e confiantes no início e final de cada apresentação. “Já estive nessa situação e estarei lá para dar apoio moral e torcer junto. Tive esse carinho na temporada passada e foi essencial para me fazer entrar mais confiante no palco”, conta. Sem esconder a saudade que sente de suas apresentações ao longo dos episódios, João torce para que ele possa dar algumas canjas ao lado dos competidores e convidados da terceira temporada. Como a transmissão é ao vivo e sem muita abertura para acontecimentos inesperados, ele está esperando um retorno dos roteiristas e da direção sobre a possibilidade. “A chance existe sim. O martelo ainda não foi batido, mas tudo pode acontecer. Eu certamente estarei preparado”, avisa, entre risos.

Enquanto outubro não chega, João alivia a ansiedade com mais trabalho. Atualmente, ele dedica-se às gravações de “Sala dos Professores”, série que retrata o cotidiano recheado de intrigas, competição e aprendizagem de uma escola particular de São Paulo. Na produção, idealizada e realizada pelo canal pago CineBrasil, João vive o professor de Literatura Daniel. “Meu personagem é o mais novo do corpo docente do colégio. Daniel é bem introspectivo, mas, aos poucos vai se enturmando com o resto dos professores e alunos. A ponto de superar a timidez e viver um romance com outra professora”, adianta o ator, que se inspirou em seus mestres do passado e, por indicação da direção, buscou referências em séries americanas de humor como “The Office” e “Modern Family”. “A série carrega um tempo de comédia mais próximo da ‘sitcom’ americana. É uma linguagem nova para mim e estou adorando exercitar a rapidez e ironia que eles usam lá fora”, detalha.

Natural do Rio de Janeiro, João ficou conhecido do grande público de forma pouco ortodoxa. Em 2013, fez sucesso ao protagonizar uma propaganda da operadora de celular Vivo ao lado de estrelas como Grazi Massafera, Marina Ruy Barbosa, Sheron Menezzes e Fábio Porchat, entre outros. Em pouco tempo, ele começou a ser chamado pelo singelo apelido de “ruivo” nas ruas. Aproveitando-se da boa repercussão da publicidade, investiu na tevê, em séries como “Três Teresas”, do GNT, “O Negócio”, da HBO, e na novela “Sol Nascente”, da Globo. “Fazer novela foi um processo bacana e bem intenso. Tenho certeza que seria muito legal voltar a esse universo no futuro. Mas, no momento, estou focando minhas energias em desenvolver projetos mais curtos e autorais”, conta. Além de ter acabado de dirigir “Nas Mãos de Quem Me Leva”, seu primeiro longa-metragem, João também tem é um dos sócios da produtora audiovisual TentáculoRec, fundada em parceria com familiares e amigos. “Empreender no Brasil é uma tarefa para corajosos. Exige muita persistência, dedicação e força de vontade. Nosso time está bacana e disposto a criar conteúdo de qualidade”, entrega.

Felpuda


Político experiente tem repetido que não é o momento de falar em eleições. O momento é de tensão, de incertezas políticas e econômicas – como se o País fosse uma ilha de preocupações cercada pelo coronavírus por todos os lados. Em Mato Grosso do Sul, onde já se registrou morte pela doença e o número de casos só tende a subir, não poderia ser diferente. “É suicídio político para quem ousar falar em eleição neste momento”, conclui. Só!