Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

TEATRO NA RUA

“Oitava Temporada do Chapéu” começa na próxima semana em Campo Grande

Teatro Imaginário Maracangalha, abre a programação que é gratuita
15/05/2019 07:00 - NAIANE MESQUITA


 

A “8ª Temporada do Chapéu” começa no dia 20 de maio, em Campo Grande, ancorada em uma das mais antigas formas de resistência cultural do mundo: o teatro de rua. Com uma programação extensa que inclui apresentações culturais, workshops, oficinas e seminários, o encontro tem a participação de grupos de Mato Grosso do Sul e de outros estados brasileiros.

Idealizada pela companhia Teatro Imaginário Maracangalha, a “8ª Temporada do Chapéu” é divulgada com um ano de atraso. “Nós recebemos investimentos do Programa Municipal de Fomento ao Teatro (Fomteatro) que atrasou o repasse de verbas. Era para essa temporada ser realizada no ano passado”, afirma o diretor do grupo, Fernando Cruz.

Apesar das dificuldades relacionadas ao atraso e ao número de investimentos reduzidos na área, Cruz ressalta que o grupo não desistiu da promoção do evento. “Com os cortes na cultura fica cada vez mais difícil sobreviver, viver de teatro. A ideia é debater também essa questão durante a Temporada do Chapéu. Todos os grupos que estão na programação vivem de arte”, esclarece.

Um dos pontos altos da programação é o Cortejo de Abertura, que será realizado no dia 23 de maio, às 11 horas, na Praça Ary Coelho, no Centro. “É o teatro de rua na sua essência, a cultura popular desempenhando o seu papel de unir a cidade, de integrar os artistas com o público”, acredita Cruz.

FIQUE ATENTO

Toda a programação da “8 Temporada do Chapéu” é gratuita. Mais informações pelo e-mail 8temporadadochapéu
@gmail.com .

Felpuda


Prefeitura de município do interior de MS recebeu recomendação do Ministério Público do Estado no sentido de exonerar servidores comissionados, livres do cartão de ponto, que são parentes de secretários da administração e de vereadores. O nepotismo se tornou um excelente “negócio” por lá, e se até o dia 6 de agosto as devidas providências não forem tomadas, medidas serão adotadas, como ação por improbidade administrativa. Tem gente que não aprende mesmo, né?