Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

segunda, 18 de fevereiro de 2019 - 05h13min

CORREIO B

No ar aos 87 anos, Palmirinha diz que não há idade para parar de trabalhar

9 FEV 19 - 21h:00FOLHAPRESS

Eterna vovó Palmirinha, a cozinheira de 87 anos celebra novas conquistas: é consultora gastronômica de um programa do GNT e abriu em 2018, com o apoio da família, dois cafés na região da avenida Paulista, centro de São Paulo.

Aliás, filhas, genros, netos e bisnetos são a maior alegria da culinarista, que recebeu a reportagem, no apartamento onde mora, na Chácara Klabin, zona sul. Na conversa, recheada a bolo bem-casado (preparado por ela e delicioso), Palmirinha se emocionou ao falar de sua trajetória.

"Ter criado minhas filhas sozinha com o meu trabalho me orgulha muito", diz Palmirinha. E é para ficar mais próxima da família que ela acha difícil assumir um programa sozinha. Mas está feliz da vida com a oportunidade de participar do reality show Chef ao Pé do Ouvido, que vai ao ar às quintas, no GNT, com Thaynara OG.

Na atração, Palmirinha atua como conselheira e dá dicas aos participantes -cozinheiros sem prática que precisam fazer refeições elaboradas. "Gravei tudo em um dia só. Foi em um clima gostoso de brincadeira."

Para ela, sempre foi um desejo entrar na maior emissora do país -o GNT faz parte do Grupo Globo. "Eu achava que não tinha o perfil da Globo, porque sou humilde, não sei falar direito. Mas eu gosto de ser eu mesma e consegui ser."

Apesar de fazer parte da atração, Palmirinha tem contrato apenas para esta temporada. "Espero que eles gostem de mim e se tiver chance farei mais coisas."

Tudo o que a cozinheira conseguiu até hoje foi por pura força de vontade. Ela conta que aprendeu as receitas sozinha, sem faculdade nem aulas. Chegar ao patamar que atingiu e ainda ser lembrada para programas de TV, para ela, é uma felicidade. "Fui aprendendo com a vida. Fui banqueteira com orgulho. E agora ainda me vejo no ar."

Não são só as "amiguinhas" mais experientes de Palmirinha que são fãs da culinarista. Muitas pessoas mais jovens gostam dela e do trabalho que ela faz, segundo conta a cozinheira. Ao longo dos anos, ela foi se tornando uma espécie de febre nas redes sociais e entre público de várias idades por conta de seu carisma e simpatia.

"Eu tenho muitos fãs jovens que largam tudo o que estão fazendo para vir falar comigo. Se estão comendo e me olham, limpam a boca e vão me abraçar", comenta. "Lá no meu café também, quando falam meu nome entra todo mundo. Pode até acontecer de ter um tumulto, e só vou com segurança, pois gosto de atender a todos", diz Palmirinha, ao fazer referência a um de seus estabelecimentos comerciais.

A cozinheira tem uma gratidão enorme pelos fãs, já que foram "eles os responsáveis por tudo até hoje".
Não à toa, ao longo da trajetória, Palmirinha se especializou em dar dicas e conselhos a quem a segue, sobretudo aos idosos. Ela destaca que há sempre tempo para correr atrás dos sonhos, não importa a idade.

"Sempre digo para as senhorinhas irem em frente. Por mais que tenham idade, não há época de você trabalhar. Se você tem 60, 70 anos você pode fazer coisas na cozinha, e não precisa se entregar", aconselha.

E é isso que faz com que a cozinheira tenha saúde e consiga trabalhar até os dias de hoje. Afinal, a ocupação faz com que a memória fique aguçada e a cabeça sempre alerta. "Eu me sinto ótima e feliz da vida por ajudar as minhas amiguinhas a realizar os desejos delas."

EMPREENDEDORA

Que as receitas da vovó Palmirinha são uma delícia e ajudam muita gente, isso todos já estão cansados de saber. E foi justamente por isso que a culinarista resolveu expandir os negócios. Palmirinha abriu dois cafés na região da avenida Paulista e conta que ambos estão indo muito bem até agora.

"O ano de 2018 foi gratificante para mim por conta desses dois negócios. Todas as receitas que estão neles são minhas, testadas e aprovadas", conta ela. Segundo ela, os cafés têm muito movimento de pessoas que vão comer os bolos da Palmirinha. Uma das netas é quem prepara, algo que enche a vovó de orgulho. Os "Casa Vovó Palmirinha", na Paulista, devem ganhar novas unidades em breve.

"Temos muitos projetos para este ano de abrir mais franquias. A minha filha cuida do licenciamento de marca e de investidores", afirma. De vez em quando a apresentadora vai até os cafés para fazer uma visita.

Quando isso acontece é uma felicidade para ela e para os fãs. "O pessoal quer me abraçar e para mim o mais importante é o abraço das minhas amiguinhas."

E se engana quem pensa que Palmirinha parou de cozinhar. Ela revela que todos os dias prepara receitas novas em casa para não enferrujar nem perder as suas características. "Às vezes pego uma receita e mudo um pouco, pois não tenho o ingrediente. Minha filha faz mercado para mim, e eu faço as receitas. Faço um menu aqui em casa. A família sempre se reúne para comer a comida da vovó", diverte-se.

De acordo com a psicóloga Helô Delgado, Palmirinha pode servir de exemplo para muitas outras pessoas que têm idade avançada e continuam ativas. De acordo com a profissional, manter mente e corpo em constante movimento são benéficos para a saúde na terceira idade.

"O processo de se afastar do trabalho devido à idade é, geralmente, imposto pela sociedade. Porém algumas pessoas não conseguem se identificar com uma vida menos ativa. O envolvimento do idoso com práticas diversas é essencial à saúde, principalmente no que condiz ao psicológico, visto que estimula memória, resiliência, sociabilidade, entre vários outros aspectos."

Palmirinha se sente bem, embora, confesse, não seja muito adepta dos exercícios físicos e caminhadas.

"Esse pé esquerdo eu torci quando estava na [TV] Gazeta e até hoje não cuidei. Passo só uma pomadinha", conta. "Mas a cabeça, a memória, está tudo bem. Estava gravando, trabalhando bem. O dia que eu ficar gagá eu saio de cena", diverte-se a cozinheira.

Palmirinha também revela que passa de seis em seis meses na consulta com uma médica geriatra. Pode estar aí o segredo dela.

A trajetória de Palmirinha Onofre na TV:
Note e Anote, na Record (1993-1997)
O talento de Palmirinha chamou a atenção de Ana Maria Braga, que a levou para trabalhar em seu programa

Mulheres e Pra Você, na Gazeta (1997-2000)
A culinarista ensinava suas receitas nos dois programas. Fez muito sucesso, o que a tornou ainda mais conhecida do público

TV Culinária, na Gazeta (2000-2010)
Ela tirava dúvidas dos telespectadores sobre alimentos, cozinha e receitas. Também mostrava o passo a passo dos pratos

Programa da Palmirinha, no Bem Simples, da Fox (2012-2015)
Na atração, Palmirinha colocava à prova todos os seus dotes culinários e ensinava receitas. Interagia com o boneco Guinho e recebia artistas, como Eliana

Quadro Chef ao Pé do Ouvido, no GNT (2018-2019)
No quadro, atualmente no ar, ela é uma espécie de conselheira e dá dicas simples para as pessoas otimizarem o tempo na cozinha

Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também

CORREIO B

Roberto Carlos usa camisa rosa e fala de porte de armas antes de show em cruzeiro

Carnaval também é lugar de criança e fantasias rendem até premiação aos pequenos
HOJE TEM BLOCO!

Carnaval também é lugar de criança e fantasias rendem até premiação aos pequenos

Sambista Chokito abre grito de Carnaval na Morada dos Baís
QUARTA-FEIRA

Sambista Chokito abre grito de Carnaval na Morada dos Baís

Record dá “folga” para novelas bíblicas e inicia gravação de “Topíssima”
CANAL 1 - FLÁVIO RICCO

Record inicia gravação de “Topíssima”

Mais Lidas