Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

UM SOM NA ESCURIDÃO

“Hip-Hop Beats” mostra que a música pode ser uma forma de sarar feridas

Filme conta uma história de superação proporcionada pelo estilo musical

13 JUN 19 - 14h:00KREITLON PEREIRA, VIA STREAMING

O Hip-Hop surgiu nos Estados Unidos e rapidamente se tornou a principal manifestação da cultura negra na época. Apesar de o gênero ter crescido a nível internacional, ultrapassar o status de música de gueto não significou perder sua essência, visto que o estilo musical ainda é um forte meio de divulgação das dificuldades passadas por quem ainda sofre com a violência urbana, o racismo e a pobreza. Nesse sentido, a Netflix lança “Hip-Hop Beats”, filme que conta uma história de superação proporcionada pelo estilo musical.

O drama gira em torno de Augustin, um jovem de dezessete anos que decidiu não ir mais à escola após sua irmã ser baleada no caminho de volta para casa. Assombrado por seus traumas, o adolescente buscou no Hip-Hop um refúgio para suas crises de ansiedade. E seu talento não passou despercebido. O segurança da escola, que já havia trabalhado como agente de talentos, se espanta com a qualidade do jovem e decidi ajudá-lo a ganhar reconhecimento como músico.

O funcionário inicialmente visava apenas recuperar seu antigo status de renome no meio musical, mas acaba criando um forte laço de amizade com o garoto. Diante de todos os problemas de um adolescente comum, somados aos traumas vividos por uma vítima da violência urbana, o segurança surge na vida de Augustin como um raio de luz nas trevas que é a rotina depressiva do jovem, dando a ele e a sua família a oportunidade dar a volta por cima.

“Hip-Hop Beats” não é só a história de um garoto qualquer de Chicago que recebe uma chance de mudar de vida por meio da música. A produção é um retrato de muitos jovens no mundo, que ainda sofrem por terem nascido em um meio hostil e acabam perdendo a fé que tal situação possa ser revertida. Assim, a mensagem do filme é justamente para quem não consegue mais ter esperanças.

Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também

Show “Amigos” já está na programação de fim de ano da Globo
CANAL 1 - FLÁVIO RICCO

Show “Amigos” já está na programação de fim de ano da Globo

As descobertas de quem entra para o teatro na vida adulta
ARTE

As descobertas de quem entra para o teatro na vida adulta

Roberta D'Albuquerque: <br>"Às nossas leituras"
COMPORTAMENTO

Roberta D'Albuquerque:
"Às nossas leituras"

Será que não é a hora da Globo mexer no “Hoje”?
CANAL 1 - FLÁVIO RICCO

Será que não é a hora da Globo mexer no “Hoje”?

Mais Lidas