Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

COLUNA CLOSE

Caroline Dallarosa encara mudança e seu primeiro papel em novelas

Caroline Dallarosa encara mudança e seu primeiro papel em novelas
13/07/2019 06:00 - CAROLINE BORGES/TV Press


Caroline Dallarosa, que vive a dura Anjinha de “Malhação”, soube ainda criança que queria seguir a carreira artística. Natural de Campo Largo, no interior do Paraná, a atriz de 21 anos teve como primeira e principal referência profissional um dos maiores nomes do pop mundial: o cantor americano Michael Jackson, que faleceu há 10 anos. “Eu quis virar atriz por causa do Michael Jackson (risos). Eu era muito fã e queria fazer um clipe com ele. Então, comecei a fazer a teatro”, lembra. Em seu primeiro papel na televisão, Caroline mergulhou em um universo totalmente inédito. No ar desde abril, a atriz passou a encarar uma rotina exaustiva de gravações. “Passamos, às vezes, 12 horas por dia gravando milhares de cenas. É um ritmo muito cansativo, mas compensa quando a gente vê o trabalho no ar. É preciso estar muito bem psicologicamente”, explica.

Na história de Emanuel Jacobina, Anjinha é filha do viúvo Marco Rodrigo, interpretado por Julio Machado. Jogadora de futebol e lutadora de muay thai, ela tem conflitos com o seu jeito de ser. Apaixonada por Cléber, papel de Gabriel Santana, a jovem precisa lidar com os ciúmes e a superproteção do pai para curtir seu relacionamento com tranquilidade. “A trama é de uma complexidade muito boa, cada assunto abordado é feito com muita delicadeza, tudo é pensado e feito com muito cuidado. A Anjinha representa, a meu ver, a fragilidade e utiliza alguns escudos para lidar com isso. Ela é explosiva, sem filtro, debochada, raivosa e original”, defende Caroline, que encarou seu primeiro teste para televisão durante a seleção para a novela adolescente. “Sempre tive vontade de participar de ‘Malhação’, mas era um sonho distante, até que me convidaram para fazer um teste. Sempre gostei muito de novelas, séries e filmes adolescentes. Está sendo um sonho”, completa.

Ao longo do enredo, Anjinha dá sinais de insegurança quanto a sua aparência, autoestima e a relação com os garotos. Porém, diferentemente da personagem, Caroline é mais vaidosa em seu dia a dia. “Sou, na medida do possível. Tenho muita vaidade em relação a me cuidar esteticamente. Com roupa, sou um pouco despojada, não me arrumo demais, não. Busquei construir a Anjinha a partir de pessoas reais. Nunca quis estereotipar a Anjinha, então busquei ir a jogos de futebol, que é uma paixão dela, para saber me comportar no campo, fui entendendo várias coisas para moldá-la”, ressalta. Namorando o administrador Solano Rodrigo, Caroline está aprendendo a lidar com a repercussão intensa de uma novela. O casal Anjinha e Cléber é um dos principais destaques do enredo adolescente. Não à toa, os dois contam com uma torcida forte nas redes sociais para engrenarem um romance na vida real. “Acho engraçado, porque somos muito amigos. Então, tudo é levado muito na esportiva. Gosto de ver que a gente está passando uma química boa na tevê, que a galera acha que tem de ir para realidade”, ressalta.

Por conta das gravações de “Malhação”, Caroline precisou se mudar para o Rio de Janeiro. Na nova cidade, a atriz tem encarado novas experiências. Pela primeira vez, ela mora sozinha e está aprendendo a se virar como pode sem o auxílio da família por perto. “Tudo é novo. Lavo roupa ao chegar em casa, tenho de cozinhar, arrumar a casa, coisas simples, mas confesso que, na casa da minha mãe, tinha uma mordomia a mais (risos)”, compara.

Felpuda


Dois pedidos de desculpas, de autorias diferentes, foram assuntos muito comentados nas redes sociais com críticas ácidas às suas declarações, até porque os envolvidos não só os usaram despropositadamente, como tiveram de voltar a eles para se redimirem. Um deles, inclusive, quase criou uma crise política da-que-las, o que obrigou seu pai, figurinha carimbada, a pular miúdo para colocar panos quentes sobre a questão. Essa gente!...