Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

VIA STREAMING

Dica de série: "Elite"

Segunda temporada chega a Netflix para retratar <Br>os dramas da alta sociedade estudantil espanhola
05/09/2019 14:20 - KREITLON PEREIRA, VIA STREAMING


 

Criada por Carlos Montero e Dário Madrona, a série “Elite”, entrou para o catálogo da Netflix em 5 de outubro de 2018. Apesar das críticas pouco entusiásticas, a recepção pública foi positiva, fato que permitiu a confirmação de uma segunda temporada, datada para o dia 6 de setembro, pouco tempo após sua estreia. Em seu primeiro momento, a série acompanha a trajetória de três alunos do ensino público espanhol que recebem bolsas integrais para frequentarem o prestigioso centro estudantil de Las Ensinas, após o colapso estrutural da antiga escola, consequência de obras malfeitas. Com o auxílio de saltos no futuro, retrata as dificuldades do trio em se adaptar ao novo ambiente sem perder os próprios valores no processo. Porém, todos se tornam suspeitos quando Marina (María Pedraza) é assassinada dentro das dependências escolares.

No decorrer de oito episódios, a nova temporada retrata um Samuel (Itzan Escamilla) muito diferente daquele apresentado inicialmente. Dividido entre amor e ressentimento, fará de tudo para libertar seu irmão Nano (Jaime Lorente) da cadeia, injustamente acusado pelo assassinato de Marina. No entanto, não sabe se um dia será capaz de perdoá-lo por ter um caso com a garota e fugir enquanto ela estava prestes a morrer ao invés de ligar para emergência. Enquanto isso, o verdadeiro assassino e seus cúmplices continuam a frequentar Las Ensinas como se nada tivesse ocorrido. 

Para aumentar o suspense, são apresentados novos personagens: o meio irmão de Lu (Danna Paola), Valerio (Chilian Jorge López), o fenômeno do Instagram Cayetana (Georgia Amorós) e a tímida Rebeca (Claudia Salas). Além disso, a segunda temporada aprofunda o contraste entre classes sociais apresentado desde o início, com um foco especial para relação de Nadia (Mina El Hammani) com sua religião e a recém descoberta liberdade, na qual Guzmán (Miguel Bernardeau) se tornou uma figura cada vez mais recorrente.

Curta a página da coluna “Via Streaming” no Facebook.

Felpuda


Apesar de ainda fazer certo charme no estilo “se chamar, vou pensar” é praticamente certo que ex-candidato ao governo do Estado nas eleições passadas não participará da disputa pela Prefeitura de Campo Grande. Nos meios políticos é falado que não se trata de “novidade” e que não haverá mais cavalo encilhado passando na sua frente. Ele ainda insinua que poderá voltar em 2022, mas há quem diga que não precisará pensar, pois faltará a tal da “chamada”.