Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

VIA STREAMING

Dica da semana: 'Pássaro do Oriente'

A produção chega à Netflix para contar de um assassinato na Tóquio de 1989
14/11/2019 15:45 - KREITLON PEREIRA, VIA STREAMING


 

Morar no exterior é sempre um desafio. A sensação de recomeço e o intercâmbio de culturas podem até ser benéficos para a pessoa, mas a distância de casa sempre mexe um pouco com quem está longe. Nesse tema, a britânica Susanna Jones publicou o livro “Delito sem provas”, um romance psicológico passado no Japão em 1989 que foi adaptado para as telas como “Pássaro do Oriente”, produção original Netflix com produção do britânico Ridley Scott, diretor de grandes sucessos do cinema, como "Alien, o Oitavo Passageiro" (1979), "Blade Runner" (1982), "Thelma and Louise" (1991) e "Gladiator" (2000). Com estreia marcada para o dia 15 de novembro, a obra conta como a vida de Lucy Fly virou de cabeça para baixo após a morte de uma amiga que entrara recentemente em sua vida.

A trama gira em torno do inquérito de Lucy (Alicia Vikander), que é apontada como a proncipal suspeita do assassinato de Lily Bridges (Riley Keough). Trabalhando no Japão como tradutora, a protagonista acaba por conhecer Lily em um bar, e imediatamente sente uma conexão com ela. Não só Lucy, mas seu namorado Teiji (Naoki Kobayashi) também se aproxima da recém-chegada e os três se veem no meio de um triângulo amoroso muito intenso. Com o passar do tempo, passado e presente, amor e ódio se misturam em uma série de flashbacks para ajudar a entender melhor esse misterioso caso que parece ter uma solução óbvia demais.

Repleto de cenários magníficos, o detalhismo da descrição de Susana Jones ganha vida na produção cinematográfica, que já estrelou em festivais de cinema em 2019. Um dos destaques do filme é o impactante contraste de uma paisagem digna de cartão postal com uma trama instigante, de forma que o espectador oscila constantemente entre admiração e espanto. Quando esses fatores são combinados com uma direção premiada e um elenco conceituado no showbizz, “Pássaro do Oriente” tem tudo para voar alto no catálogo da Netflix.  

Felpuda


Pré-candidato pode estar sendo “fritado” sem ao menos perceber. Redes sociais que têm estreitas ligações com ex-cabecinhas coroadas e que prometeram apoio estão enaltecendo que só certo pré-candidato de outro partido. Quem conhece as ditas figurinhas de, digamos, outros carnavais, acredita que está em curso operação sorrateira para mudar internamente os rumos da futura campanha. Trocando em miúdo: ceder a cabeça de chapa.