Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

SKINCARE

Conheça as novas tendências de cuidados para a pele

Busca por tratamentos para a face cresce com a popularização de vídeos e produtos na internet, como máscaras e séruns
23/09/2019 07:00 - NAIANE MESQUITA


 

Os tutoriais de maquiagem são famosos em praticamente todas as redes sociais da Internet, mas recentemente as bases e sombras estão cedendo espaço para os produtos de cuidado para a pele, denominados de skincare. O termo em inglês remete a uma rotina adotada por muitos, que inclui cremes, séruns e máscaras faciais para acalmar os poros, melhorar a aparência e até diminuir o uso de maquiagens para disfarçar possíveis imperfeições. 

Enquanto as influenciadoras digitais mudam gradativamente a abordagem em relação à maquiagem – pregando uma pele mais natural –, a busca por produtos que auxiliam nessa transformação também é beneficiada. Para a médica dermatologista Daniele Almeida Magnani, o crescimento no acesso aos meios de comunicação, como a internet, possibilitou o aumento da curiosidade do público pelo cuidado com a pele. 

“As blogueiras de produtos de beleza geram interesse no público, principalmente entre as mulheres. Porém, para realizar esses cuidados normalmente é necessário uma avaliação do dermatologista para identificar o tipo de pele e o produto ideal para cada pessoa”, explica Daniele.

A professora Patrícia de Oliveira Cavalcante, 19 anos, foi uma das fisgadas pela rotina de skincare. “Minha pele sempre teve muito cravinho e dava uma balançada na minha autoestima. Adorei o skincare para resolver isso mesmo”, explica.

A rotina de Patrícia incluía um gel de limpeza facial todos os dias, protetor solar diariamente, uma máscara de argila e esfoliação por semana e uma limpeza de pele com esteticista uma vez por mês. 

“No começo foi por conta mesmo. Mas, depois que eu comecei a fazer a limpeza de pele, todo mês eu pegava indicações com minha esteticista”, relembra. Apesar da divulgação na internet, Patrícia também investia nas visitas as lojas de cosméticos. “Eu procurava os produtos para o meu tipo de pele e ia testando as marcas”, diz.

Agora, ela confessa que desanimou um pouco. “Deu resultado e eu fui relaxando, agora preciso voltar”, conta.

O que funciona

A dermatologista explica que os produtos como máscaras e séruns não são apenas marketing e realmente funcionam. 

“As máscaras estão cada vez mais presentes. Elas são opções simples que podem nos ajudar na rotina de cuidados. Existem diversas opções no mercado e também receitinhas caseiras que funcionam, como aquelas máscaras com mel, aveia e óleo de coco”, explica Daniele. 

De acordo com a fisioterapeuta dermato funcional Cláudia Massolim, as máscaras coreanas – que estão em alta –também costumam funcionar.

“As máscaras funcionam, sim, e são ótimas para melhor hidratação, oleosidade e elasticidade da pele. As argilas são máscaras que dão um efeito maravilhoso e são baratas. Mas tem que saber utilizar, pois cada cor tem um benefício. As coreanas estão na moda. Eu já testei algumas e gostei delas. Ajudam a melhorar a pele se usadas corretamente; [quando] indicadas por um profissional, elas são bem-vindas, podendo unir a tratamentos em clínicas – os resultados serão bem melhores”, afirma Cláudia. 

Nem tudo são flores no mercado skincare, já que a maior parte dos produtos tem um preço elevado.

“A maioria dos produtos faciais tem um valor alto. Mas o mercado está aumentando a cada dia e, com isso, muitos produtos bons e com valores melhores surgem. Vale lembrar que esses produtos demoram muito para acabar, então vale muito a pena o investimento. Mas temos que saber comprar para não jogar o dinheiro fora, porque um produto pode ser bom para uma amiga, mas nem sempre vai fazer o mesmo efeito em você. O importante é se sentir bem, bonita e saudável. E sempre procurar um bom profissional antes de usar qualquer produto”, acredita. 

Felpuda


Considerados “traíras” por terem abandonado o barco diante dos indícios da chegada da borrasca à antiga liderança, alguns pré-candidatos terão de se esforçar para escapar da, digamos assim, vingança, velha conhecida da dita figurinha. Dizem por aí que há promessas nesse sentido, para que os resultados dos “vira-casacas” nas urnas sejam pífios. Sabe aquela velha máxima: “Pisa. Mas, quando eu levantar, corre!” Pois é...