GASTRONOMIA SOLIDÁRIA

Chef's assinam cardápio de jantar<br> pela Juliano Varela

Renda será revertida para auxiliar escola
09/05/2019 07:00 - PAULA MACIULEVICIUS BRASIL


 

Juliano Varela gostou tanto de ser chef de cozinha que a instituição que leva o nome do jovem resolveu reunir gastronomia com solidariedade. Em março, Juliano foi entrevistado pelo Correio B para ensinar a receita do Dog Down, um hot dog especial que teve a venda na Make Burgers e a renda revertida para a instituição.

Depois do sucesso dele na cozinha, na quarta-feira (15), 12 profissionais do Estado se reúnem em torno do 1º Encontro de Chefs. A noite será de boa comida, música e open bar, tudo em prol da instituição, que está com as contas atrasadas.

“A gente precisa muito de apoio, porque os convênios atrasam e a única renda que temos vem de um churrasco que realizamos no fim do ano”, conta o irmão de Juliano, José Luiz Varela. Como a equipe cresceu e a instituição quer dar continuidade à construção da sede própria, na Avenida Marquês de Pombal, o tradicional churrasco não deu conta de suprir as necessidades e agora a instituição precisa de um abraço da população. 

“Depois da campanha da hamburgueria, em que o Juliano se mostrou um ótimo chef, entramos em contato com o Edu Rejala e a Dedê Cesco. A gente não planejava, assim, um jantar tão grande, mas eles supertoparam ajudar”, conta José Luiz. 

E então foi feito o convite para a Associação dos Profissionais de Gastronomia de Mato Grosso do Sul, presidida pela chef Dedê, que assim chegou aos demais, e eles aceitaram a ideia de pronto.

“Este tipo de evento é muito legal para sensibilizar para a solidariedade e a participação, mesmo. É algo que nós precisamos não só como profissionais, mas como seres humanos”, afirma Dedê. 

A temática do jantar vai seguir a linha de ingredientes regionais. Ela, por exemplo, vai cozinhar macarrão de comitiva, um prato cheio de sabores, que carrega consigo um histórico do porquê de ser feito daquela maneira: para alimentar peões na lida. 

“Alguns profissionais vão usar estes ingredientes para fazer pratos contemporâneos”, acrescenta a chef. 
Os convites estão sendo vendidos a R$ 185,00 e a verba será toda destinada para a Instituição Juliano Varela. “Nosso objetivo é pagar as contas atrasadas, como aluguel, água e luz, que são de necessidade básica para não pararmos com o atendimento, até saírem os convênios”, ressalta José Luiz.

CHEFS

O evento será open bar e open food, com apresentação da nova banda Café para Despertar, com Gustavo Vargas e os músicos tocando MPB, jazz e blues. 

O jantar contará com apoio do chef Laudir Munaretto junto de seu bufê e, ainda, dos idealizadores: Dedê Cesco e Edu Rejala. 

Todos estes profissionais assinam o menu da noite:

- Juliano Varela, o mais novo chef Down de MS, participante do projeto Cromossomo do Amor e criador do Dog Down;
- André Chownk, proprietário da Papai na Cozinha, chef parceiro da Unimed/CG no projeto Viver Bem; 
- André Nardo, formado pela renomada escola Le Cordon Bleu, em Londres, e que hoje atua como chef executivo do Domus Bistrot e como personal chef; 
- Andrea Diniz, chefe três vezes premiada entre os melhores do Brasil. Formada no Instituto Mausi Sebess na Argentina, com especialização na França e na Suíça;
- Bruno Abreu, conscientizador de comidas saudáveis utilizando plantas alimentícias não convencionais (Pancs), a fim de oferecer sabores exóticos e cativantes; 
- Beto Morais, chef executivo na Dama Cantina Italiana. Formado em gastronomia e alta cozinha pelo Instituto Gastronômico das Américas (IGA);
- Francesco Luigi, italiano, palestrante e formado em gastronomia pela Scuola Alberghiera, na Itália; 
- Neia Prado, com experiência de 8 anos na gastronomia, com formação técnica pelo Centro Profissionalizante Ezequiel Ferreira Lima (Cepef); 
- Walter Ferraz, formado pelo IGA e proprietário do Trem da Pizza e do Finnamassa.
Para acompanhar os trabalhos da instituição, siga https://www.instagram.com/sindromededown_br/.

CARDÁPIO
De entrada, serão servidos
crostines de alecrim, do chef Walter Ferraz; e Dadinhos Pantaneiros, do chef Bruno Abreu. 
Na ilha de caldos, haverá: caldo de mandioca, de André 
Chownk; caldo-verde com calabresas e bacon, por Laudir Munaretto; e de feijão, de Neia Prado. 
No jantar, o menu trará: salada de folhas com isca de pintado e vinagrete de maracujá, da chef Dedê Cesco; salada de grãos com alho-poró, de Neia Prado; macarrão de comitiva, também da Dedê Cesco; mojica de pintado com farofinha pantaneira, do chef Beto Morais; mezzaluna de muçarela de búfala e limão-siciliano ao molho de manteiga de sálvia, por Walter Ferraz; ceviche formoso, de Edu Rejala; jacaré empanado no coco com musseline de banana-da-terra, pelo chef Francesco Luigi; arroz de bacalhau à Braz, de Neia Prado.
Nas sobremesas, o encontro trará: mil folhas de mandioca com coco e abacaxi, pelo chef André Chownk; e entremet de macaúba, por Andrea Diniz. E, de saída, licor, café e biscoitos serão servidos. 

A INSTITUIÇÃO
A Associação Juliano Varela foi fundada em 1994, com o objetivo de promover programas para o pleno desenvolvimento das pessoas com síndrome de Down de todas as faixas etárias. Sem fins lucrativos, hoje ela atende mais de 250 pessoas, de recém-nascido a adultos com a síndrome e também outras deficiências intelectuais em duas unidades, e conta com com uma equipe multiprofissional de 60 colaboradores nas áreas da educação, saúde, serviço social e cultura.

smaple image

Fique por dentro

Fique sempre bem informado com as notícias mais importantes do MS, do Brasil e do mundo, direto no seu e-mail.

Quero Receber

Felpuda


Princípio de "rebelião" política no interior de MS, fomentada por grupo interessado em tomar o poder, não prosperou. Quem deveria assumir o "comando da refrega", descobriu que, além da matemática ser ciência exata, há "prova dos nove". Explica-se: é segunda suplente, pois não conseguiu votos necessários nas últimas eleições, mas assumiu o cargo porque a titular licenciou-se, assim como o primeiro suplente. Caso contrarie a cúpula, seria aplicada a tal prova e, assim, "noves fora, nada".