Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

LITERATURA

5ª Edição da Feira Literária de Bonito começa no dia 3 de julho

Programação é totalmente dedicada à produção das mulheres

27 JUN 19 - 07h:00NAIANE MESQUITA

“Hoje, as mulheres têm muito o que dizer sobre elas mesmas, sobre os homens e elas não pedem mais licença”, afirma a curadora da 5ª edição da Flib (Feira Literária de Bonito), Maria Adélia Menegazzo. Com o tema “Substantiva Feminina”, o evento trará um pouco da expressão e da produção das mulheres brasileiras à cidade de Bonito, de 3 a 6 de julho, com entrada gratuita. 

“Existe uma produção literária importante das mulheres e elas muitas vezes passam despercebidas. A ênfase maior na literatura é dada as obras escritas por homens e nós vivemos um momento na sociedade brasileira, na verdade, na humidade, onde as mulheres estão realmente ocupando mais espaço, não porque elas não tivessem esse espaço, mas porque ele ficava mais ocultado”, afirma Maria Adélia.  O convite para participar da Feira foi extendido a coletivos femininos, a mulheres escritoras e que se destacam também em outras áreas de conhecimento. “São escritoras brasileiras que têm pontos de vista diferentes sobre a literatura e as relações humanas”, ressalta.

PROGRAMAÇÃO

A programação começa na quarta-feira, 3 de julho, às 20 horas, com a apresentação da Banda Municipal de Bonito, no Palco Principal. Em seguida, ocorre a abertura oficial e o show do Grupo Musical Cantemus, da UFMS (Universidade Federal de Mato Grosso do Sul).  Na quinta-feira, o evento retorna para a Praça da Liberdade, principal ponto de encontro de Bonito. Das 9h às 12 horas, há teatro na praça, com a peça “Guaribinha e sua Turma”, do Grupo de Risco, “Contando Histórias”, de Fernanda REverdito e “Rodas Circulares”, com Eveline Rodrigues. Simultaneamente, no Espaço Labirinto do Vento, acontece a “Oficina de Criação Literária: É tudo verdade”, de Leila de Souza Teixeira e no Espaço Estação Provisória, a oficina de curta-metragem com celular, de Leandro Benites e Cid Nogueira. 

O cinema também é o fio-condutor no período da tarde, das 13h às 14 horas, com a Mostra de Filmes, no Espaço Estação Provisória. No mesmo dia ainda ocorre as oficinas de Haikais, Criação literária e RPG, sempre das 14h às 17h. 

A literatura feminina entra em cena a partir das 16 horas, no Lounge Literatura: Substantiva Feminina, que abre o espaço com a palestra “Marina Colasanti - A tessitura das Palavras”, de Maria Helena Touro Beluque, sem seguida há o Conversa entre elas, com Ana Elisa Ribeiro e Geovana Quinalha e o Palavra Plena, uma “Homenagem à Lélia Rita de Figueiredo”, com Dora Ribeiro. 

Já às 20 horas, é a vez de Djamila Ribeiro ocupar o Palavra Plena. Mestre em filosofia Política pela Unifesp, Djamila foi secretária adjunta de Direitos Humanos de São Paulo, em 2016. É colunista das revistas Elle e CartaCapital on-line. Seus livros "O Que É Lugar de Fala?" (2017) e "Quem Tem Medo do Feminismo Negro?" (2018) são best-sellers, o primeiro vendeu mais de 50 mil exemplares. 

Música

Os shows musicais durante a Feira Literária de Bonito estão integrados ao tema feminino. No primeiro dia, das 21h às 22 horas, terá a apresentação de Mel Dias e Show musical de Zabelê. 

No dia 5, a programação continua com a Dj Ana Cayres e show de Erika Espíndola. Já no sábado, 6 de julho, será a vez de DJ Tamys e Negra Li. 

Para conferir a programação completa da feira, acesse a página oficial do evento no https://www.facebook.com/flibonito ou pelo Instagram no endereço @flibbonito.

Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também

Dica da Semana: “A Voz do Silêncio”
VIA STREAMING

Dica da Semana: “A Voz do Silêncio”

Festival do Sobá terá show gratuito da dupla Marcos e Belutti
14ª EDIÇÃO

Festival do Sobá terá show gratuito de Marcos e Belutti

Mente serena
CINCO PERGUNTAS

Mente serena

Programação desastrosa coloca TV Gazeta em situação muito difícil
CANAL 1 - FLÁVIO RICCO

Programação desastrosa coloca TV Gazeta em situação muito difícil

Mais Lidas