Segunda, 24 de Julho de 2017

DRAG QUEEN

Pabllo Vittar fala sobre amizade com
Anitta e sonho de parceria com Rihanna

15 JUL 2017Por G112h:00

Ela não esperou nem o Carnaval de 2018 para continuar com a carreira bombástica. Para a drag queen Pabllo Vittar, "ressuscitar" – como ela diz no hit com mais de 39 milhões de visualizações no YouTube – é todo dia.

Parceria com o rapper Rico Dalassam, a faixa "Tod dia" ultrapassou "Sissy that walk" do fenômeno drag Rupaul, que tem mais de 9,7 milhões visualizações. A drag queen de 22 anos e carreira meteórica falou ao G1durante um show em Sorocaba (SP) no último sábado (8) sobre novos hits, agenda lotada e sonhos de parcerias.

Pabllo Vittar faz parte da banda do programa "Amor e Sexo" e vai se presentar na próxima edição do "Criança Esperança", da TV Globo. Tem agenda de shows lotada e uma série de contratos publicitários.

O sucesso começou com o lançamento do clipe de “Open Bar”, versão da música “Lean on”, do Major Lazer, grupo de música eletrônica criado pelo DJ e produtor Diplo. Com a banda, fez a música “Sua cara”, parceria que inclui ainda a cantora Anitta.

“Foi muito engraçado e estava comentando isso com o meu pai. Tudo começou porque eu sempre fui fã do Major Lazer e, quando a gente foi fazer a primeira versão (‘Open Bar’), hoje uma das mais tocadas, ele deu todo o apoio que eu precisava e hoje eu estou no EP dele, feat Anitta. Foram dois sonhos que se realizaram.”

Em um clima descontraído, Pabllo contou como foi viajar ao deserto do Marrocos para participar do videoclipe de “Sua cara” ao lado de Anitta.

“A Anitta é uma pessoa maravilhosa que sempre me inspirou muito. Hoje em dia eu posso falar que ela é uma amiga, uma louca! Viajar para fora com ela foi massa e gravar o clipe então... A gente passou muito calor, mas, mano, valeu cada gota de suor.”

O sucesso foi tanto que Pabllo Vittar precisou cancelar uma de suas apresentações em Sorocaba para gravar o videoclipe.

O show foi remarcado e mais de 4 mil pessoas confirmaram presença no evento, ultrapassando a capacidade máxima da casa noturna que é de 2 mil.

“Eles [os fãs] já me perdoaram. Eu amo muito eles! Acho que a internet proporciona essa troca de informações e energias. Os fãs me dão muito apoio, a gente troca muitas mensagens e eles são o meu meio de me conectar mais com a minha arte”, diz Pabllo.

Rihanna, um sonho

A cantora, que também tem intenções de alçar voos internacionais, comentou sobre sua possível carreira internacional e os artistas com quem gostaria de fazer parcerias.

“As coisas estão acontecendo muito naturalmente. Eu acho que é isso, vou acompanhar o fluxo e continuar trabalhando. Gosto muito da Lud (Ludmila), quero um dia gravar alguma coisa com ela. Eu sou muito fã, amo muito ela. Claro que a Rihanna vem junto, é meu sonho."

Além do amor pela música, uma das paixões de Pabllo é o universo drag e a relação com as artistas do meio. “Eu amo! Eu viajo bastante, então gosto de conhecer um pouco da cena drag da cidade, dar apoio para as meninas, porque somos nós por nós”, afirma.

Pabllo citou o cantor Cazuza e a importante visibilidade que artistas como ele trazem para o movimento LGBT.

“Os nossos pais lembram da representatividade gay que o Cazuza teve no tempo dele, obviamente não estou querendo me comparar, mas era uma representatividade, era um artista gay assumido. Ele ajudou muita gente a se descobrir. Eu, sendo um artista gay e drag, acho que estamos conquistando o nosso espaço. Eu quero mais, porque a gente merece muito mais, sim”, ressalta.

Apesar de ser considerada um fenômeno, a drag favorita de Diplo diz não se deslumbrar com a fama.

"Se eu não fosse conhecida iria trabalhar do mesmo jeito, porque minha mãe me ensinou desde cedo a ter muita garra. Então, sendo drag, sendo cantora, no anonimato ou na fama eu iria correr atrás dos meus objetivos do mesmo jeito."

Major Lazer - Sua Cara (feat. Anitta & Pabllo Vittar):

Leia Também