Segunda, 26 de Setembro de 2016

AFOGAMENTO

Inquérito sobre morte de Montagner deve ser concluído até sexta-feira

19 SET 2016Por G114h:47

O delegado do município de Canindé do São Francisco (SE), Antônio Francisco Filho informou nesta segunda-feira (19), que deve concluir até a próxima sexta-feira (23) o inquérito que investiga o acidente com o ator Domingos Montagner, que morreu após ser arrastado pela correnteza do Rio São Francisco na última quinta-feira (15).

“Já ouvimos as testemunhas principais que foram a atriz Camila Pitanga, o motorista que acompanhava os atores e dois rapazes que inicialmente mergulharam no rio para procurar por Domingos. Agora vamos ouvir os mergulhadores que trabalharam nas buscas”, afirmou.

Segundo o delegado, após a realização desses depoimentos ainda será necessário esperar os laudos do Instituto Médico Legal (IML) e da Polícia Criminalística para concluir o inquérito. "A previsão é que o inquérito seja concluído até a próxima sexta-feira", disse.

Como foi o acidente
Montagner morreu na tarde de quinta-feira após desaparecer nas águas do Rio São Francisco, onde foi arrastado pela correnteza. O ator tinha 54 anos e interpretava Santo em "Velho Chico", novela da TV Globo.

Ele havia gravado cenas da novela na parte da manhã. Após o término da gravação, almoçou e, em seguida, foi tomar um banho de rio, acompanhado da atriz Camila Pitanga. Durante o mergulho, não voltou à superfície. Camila avisou a produção, que iniciou imediatamente a procura pelo ator.

A atriz descreveu o acidente para a polícia. Segundo ela, os dois foram até uma pedra e mergulharam no rio. Depois, ela notou que havia muita correnteza e avisou Domingos. Eles nadaram de volta para a pedra, Camila chegou primeiro e tentou duas vezes segurar na mão do ator. Mas a correnteza o arrastou.

Segundo o delegado, os atores queriam mergulhar em um local mais tranquilo. “Eles acharam que era seguro, mas, na verdade, era um dos mais perigosos para o banho. Esta é uma parte do rio em Canindé que não é comum ser utilizada pelos banhistas”, afirmou.

O corpo foi encontrado a 18 metros de profundidade e a 320 metros da margem do rio. A causa da morte foi asfixia mecânica provocada por afogamento.

Leia Também