Sexta, 17 de Novembro de 2017

Whatsapp

Golpe via aplicativo oferece CNH gratuita

Mais de 270 mil pessoas foram prejudicadas no prazo de uma semana

1 NOV 2017Por ALINE OLIVEIRA18h:47

Mais de 270 mil brasileiros foram lesados na semana passada, com um golpe virtual que promete emtir a Carteira Nacional de Habilitação (CNH), de forma gratuita. 

A mensagem encaminhada solicita ao usuário, o preenchimento de seus dados pessoais (nome completo, data de aniversário e estado onde mora). Na sequência a pessoa é induzida a  compartilhar a falsa promessa com dez amigos ou em cingo grupos do whatsapp. 

Para dar veracidade à informação, ao término da operação é feito um redirecionamento automático para uma página no Facebook que contém posts sobr outros programas governamentais como Bolsa Família e Minha Casa Minha Vida.

Segundo a empresa responsável pela investigação, um laboratório de segurança digital especializado no combate ao cibercrime, até o momento a página "fake" conta com mais de 4,5 mil seguidores e o post da promessa possui mais de 10 mil compartilhamentos. 

A equipe responsável explica que diariamente, centenas de  milhares de links maliciosos são espalhados via WhatsApp sem que as pessoas saibam que estão ajudando os hackers a disseminarem seus golpes. Neste caso específico, o cibercriminoso está aplicando métodos de engenharia social ao ampliar sua base de contatos para a veiculação de novos golpes e até mesmo ganhar dinheiro expondo/vendendo dados pessoais dos usuários. 

PERFIL DAS VÍTIMAS

O relatório apresentado informou ainda que as pessoas escolhidas para aplicação do golpe possuem o seguinte perfil social:  recebem menos de 2 salários mínimos ou estão desempregadas há mais de um ano. Essa é a população que tem direito a participar do programa CNH Social, instituído pelos governos estaduais em vários pontos do território nacional.  

No primeiro trimestre de 2017, 15.888.151 de pessoas acessaram malwares maliciosos, porém, o número é ainda maior no segundo trimestre: 45.728.858 representando um aumento percentual de 187,82%. 

 

Leia Também