Sexta, 24 de Novembro de 2017

'Não me arrependo'

Gerente abandona empresa, abre ateliê e investe em 'bebês reborn'

10 SET 2017Por G106h:00

Há sete anos a moradora de Cerquilho (SP) Ana Lúcia Lourenço, de 42 anos, resolveu mudar a rotina de trabalho drasticamente. Gerente administrativa em uma corretora de seguros por 8 anos, ela resolveu se arriscar e trabalhar com aquilo que sempre foi apaixonada: artesanato.

Então, abriu um ateliê, passou a vender seus trabalhos artesanais e a investir na arte “reborn”, que são bonecas que imitam com perfeição um recém-nascido através das expressões. Para Ana Lúcia, a mudança deu resultado e o prazer pelo trabalho só aumentou. O segredo, segundo ela, é dedicação.

“Eu abandonei a profissão pela arte e não me arrependo. Eu vejo os frutos hoje. Quando você ama o trabalho, tem o trabalho como paixão, tudo dá certo. Mas tem que ter muita dedicação e amor para que você consiga ver os resultados, esse é o segredo. Hoje tenho mais tempo para minha família e isso é ótimo. Chega uma hora na vida que isso é preciso e eu decidi mudar por causa disso”, afirma.

'Quase reais'

De acordo com Ana, assim que dedidiu abandonar a carreira na empresa, ela passou a vendar bonecas de pano, artesanatos com feltro e também resolveu dar aulas de arte. Porém, bastou comprar uma boneca feita pela arte "reborn" para sua filha, que a paixão surgiu.

“Até então eu não fazia esse tipo de arte. Quando eu comprei para minha filha eu me apaixonei pela boneca mais do que ela. Aí fui pesquisar e comecei a me dedicar. Faz cinco meses que faço essa arte”, diz.

Segundo a artesã, todo material para fazer a boneca é exportado dos Estados Unidos e todo cabelo é colocado fio a fio. Por isso, cada uma custa em média de R$ 800 a R$ 1,5 mil.

"Não é fácil. Ela depende de muita paciência, atenção e dedicação porque a arte preza pelos detalhes. Os cabelos são importados. Todo material é importado. E você tem que ter paciência para fazer todos os detalhes, como as veias por exemplo. Mas é uma paixão. Eu amo poder fazê-las", ressalta.

Segundo Ana, cada boneca leva em torno de 15 dias para ficar pronta. Além de imitar recém-nascidos, a artesã já fez a arte com bonecas que imitam crianças de até 3 anos.

“Temos bonecas que remetem várias idades, desde os recém-nascidos, até de 1 ano ou criança de 3 anos. Inclusive, a pessoa pode trazer a foto do filho ou de um parente para que possamos reproduzir. Muitas gente fica encantada por causa da perfeição", conta.

Ainda de acordo com Ana, a arte chama a atenção tanto das crianças quanto dos adultos. Devido à procura, uma exposição com seus trabalhos e de uma amiga foi realizada na cidade. A moradora Tatiana Antunes, por exemplo, é colecionadora de bonecas que parecem bebês de verdade e participou do evento.

"Eu amo esse tipo de boneca e tenho sete. Tem que ser artista, porque é tudo muito perfeito. Eu me apaixonei após pesquisar e quis saber mais sobre a arte. Hoje tenho sete e já tenho uma encomendada para mês que vem", diz.

"É muito gratificante ver pessoas reconhecendo meu trabalho. Para mim, foi perfeito juntar o meu hobby com a renda", ressalta Ana.

 

 

Leia Também