Domingo, 04 de Dezembro de 2016

BONDADE

Fundador de cervejaria deixa R$ 710 milhões de herança para moradores de sua cidade

25 NOV 2016Por YAHOO19h:11

O bilionário Antonino Fernández, fundador da cervejaria Corona, deixou R$ 710 milhões de herança para os moradores da aldeia espanhola de Cerezales del Condado, onde ele nasceu. Assim, cada um dos 80 moradores recebeu o equivalente a R$ 8,8 milhões, virando uma aldeia de milionários.

Segundo o Daily Mail, o milionário nasceu em 13 de dezembro de 1917 e cresceu na pobreza. Como o décimo primeiro dos 13 filhos da família, foi forçado a deixar a escola aos 14 anos. Após a Guerra Civil Espanhola, se mudou para a cidade de Leon no Norte onde se casou. 

Em 1949, o tio de sua esposa, que era dono do Grupo Modelo, convidou o casal para ir para o México, onde Fernández começou a trabalhar para a cervejaria, como um empregado de armazém. Ele trabalhou em vários setores e, em 1971, assumiu o cargo de CEO ajudando a tornar a Corona a cervejaria mais popular do México e um fenômeno de exportação.

Ele manteve seu cargo de CEO até 1997 e como presidente do conselho até 2005, cargos que foram assumidos pelo sobrinho Carlos Fernández González. Antonino Fernández era conhecido pelos atos filantrópicos e chegou a ser homenageado pelo rei da Espanha, Juan Carlos, por suas obras de caridade, incluindo o seu trabalho com os jovens deficientes. Fernández morreu em agosto deste ano com 99 anos.

Leia Também