Segunda, 20 de Novembro de 2017

AGRONEGÓCIO

Missão brasileira apresenta método de produção na UE

Europa importa 56% do farelo de soja produzido no Brasil

24 OUT 2017Por ALINE OLIVEIRA13h:30

Uma comitiva brasileira representada por membros da Associação Brasileira dos produtores de Soja (Aprosoja Brasil e Mato Grosso), Associação Brasileira das Indústrias de Óleos Vegetais (Abiove) e do Serviço Florestal Brasileiro (SRBN), do Ministério do Meio Ambiente está em Bruxelas, promovendo ações de sustentabilidade da soja brasileira e apresentando avanços na implementação do Código Florestal e Cadastro Ambiental Rural (CAR).

O grupo foi recebido nesta terça-feira (24), pelo embaixador da União Europeia (UE), Everton Vargas, que ressaltou a necessidade da maioria dos parlamentares em conhecer as ações sustentáveis desenvolvidas pelos agricultores brasileiros.

“Muitos representantes políticos não conhecem a realidade da agropecuária no Brasil e acabam tendo relacionamento com entidades que defendem interesses dos produtores europeus. Isso resulta em mais uma barreira para o entedimento sobre as condições que tornam a produção nacional sustentável e competitiva”, argumenta o emissário.

Na avaliação do presidente da Aprosoja Brasil, Marcos da Rosa, o setor produtivo precisa se aproximar mais dos clientes em potencial, que atualmente compram 56% do farelo de soja produzido nacionalmente. "Acabamos de ouvir o embaixador Everton Vargas comentando sobre a necessidade de nossas associações e entidades estarem com mais frequência no Parlamento Europeu. A imagem que eles têm aqui não é positiva. Precisamos estar mais presentes para que a conversa não seja feita por terceiros", revelou o dirigente, ao final da primeira reunião.

Entre os temas abordados durante a visita está a comprovação teórica e prática de que é possível conciliar a produção de alimentos com a conservação dos recursos naturais do país. "Estamos aqui trazendo dados da Embrapa, demonstrando que 66% da vegetação nativa brasileira está protegida. Precisamos de estratégias para divulgação dos nossos produtos reforçando que a sustentabilidade do agronegócio se tornou exemplo para o mundo", salientou Marcos da Rosa.

Leia Também