Sexta, 24 de Novembro de 2017

notificação

Mesmo monitorado, Olarte não
é encontrado pelo Tribunal de Contas

Ex-prefeito declarou que não mudou de residência

26 OUT 2017Por YARIMA MECCHI17h:31

Mesmo sendo monitorado pela Justiça, o ex-prefeito de Campo Grande Gilmar Olarte (sem partido) não está sendo encontrado pelo Tribunal de Contas do Estado (TCE). De acordo com o edital publicado no Diário Oficial do órgão, nesta quarta-feira (25), o mesmo foi intimado diversas vezes através dos Correios, mas não foi localizado.

As intimações de Olarte, que está usando tornozeleira eletrônica, foram devolvidas ao TCE com a informação de que ele não teria sido encontrado. O processo no qual o ex-prefeito está respondendo no órgão corre em segredo de Justiça e está sob responsabilidade do conselheiro Ronaldo Chadid.

O gabinete de Chadid não passou informações sobre quais seriam as irregularidades investigadas. Com a intimação via edital, o ex-prefeito tem 30 dias para se apresentar.

Por telefone, Olarte se defendeu dizendo que não mudou de endereço e que a loja da família também continua no mesmo lugar.

“Estou na mesma residência, nossa loja no mesmo endereço e nunca me neguei a receber nenhum tipo de notificação. Meus advogados também são públicos e notórios. Meu advogado pediu para não dar entrevista porque tudo que eu falo é usado contra mim”, declarou, encerrando a ligação.

CONDENAÇÃO

Olarte foi condenado pela Justiça há oito anos e quatro meses de prisão em regime fechado por corrupção passiva e lavagem de dinheiro no dia 24 de maio deste ano.   

O ex-prefeito e um assessor especial foram acusados de pedir cheques em branco a fiéis para ajudar a pagar a campanha eleitoral de 2012.

Leia Também