Sábado, 03 de Dezembro de 2016

ELEIÇÃO 2016

Justiça Eleitoral condena Rose
por ataques feitos a Marquinhos

Uma das sentenças determina multa de R$ 50 mil caso haja descumprimento

18 OUT 2016Por RODOLFO CÉSAR20h:11

A Justiça Eleitoral acatou pedido da coligação Sempre com a Gente, que tem Marquinhos Trad (PSD) como candidato a prefeito de Campo Grande, para suspender ataques que a candidata Rose Modesto (PSDB) vem fazendo no horário de propaganda eleitoral e em rede social.

Em um dos processos, decisão judicial estipulou multa de R$ 50 mil caso a coligação de Rose, Juntos por Campo Grande, não retirasse do Facebook uma acusação que era feita contra Marquinhos.

Além da retirada de publicação, também foi determinado que seja oferecido direito de resposta em propaganda eleitoral na TV e no rádio de aproximadamente um minuto.

"Os advogados ressaltaram que Rose utiliza o horário de propaganda indevidamente, com ataques incessantes contra Marquinhos, com clara intenção de desconstruir sua imagem. Diante das ofensas, solicitaram imediata suspensão da veiculação da propaganda e direito de resposta no mesmo tempo utilizado durante as ofensas", informou nota da assessoria de imprensa do candidato pelo PSD. 

A defesa da coligação do deputado estadual sustentou que a candidata pelo PSDB tenta ligar o nome de Marquinhos a suspeitas de corrupção que ele não figura como investigado. "O programa de Rose tenta criar estados mentais anormais no eleitor, associando o nome de Marquinhos Trad com investigações que sequer citam seu nome e escândalos de corrupção”, informa trecho de uma das decisões.

A assessoria de imprensa da candidatura de Rose Modesto divulgou que vai recorrer das decisões.

Leia Também