Domingo, 19 de Novembro de 2017

improbidade

Juiz bloqueia R$ 2,5 milhões de
Bernal por enriquecimento ilícito

MPE considerou incompatível a renda do ex-prefeito para compra de imóvel

30 SET 2017Por DA REDAÇÃO04h:00

Por suposto enriquecimento ilícito, o ex-prefeito de Campo Grande Alcides Bernal (PP) teve os bens bloqueados ontem, no total de R$ 2.568.000,00.

A decisão do juiz Alexandre Antunes da Silva atendeu solicitação do promotor Marcos Alex Vera  da 30ª Promotoria do Patrimônio Público.

Na ação, foi apurada a desproporcionalidade na aquisição de imóvel milionário com o patrimônio e rendas informados por Bernal ao Fisco. 

Além do bloqueio de bens, Marcos Alex  pediu a aplicação de multa civil no valor de R$ 1,9 milhão e a suspensão dos direitos políticos de oito a 10 anos. No entanto, o juiz autorizou apenas a indisponibilidade dos bens do ex-prefeito.

O processo de improbidade administrativa trata, em suma, da compra de apartamento no Condomínio Edifício Parque das Nações por R$ 1,5 milhão, quando na verdade o custo dele seria de aproximadamente R$ 2,5 milhões.

No entanto, nas declarações de bens de Bernal  feitas à Justiça Eleitoral em 2010, o imóvel que ele possuía no Jardim Paulista estava avaliado em R$  R$ 103.676. 

*Leia reportagem, de Tavane Ferraresi, na edição de sábado/domingo do jornal Correio do Estado.

 

Leia Também