Quinta, 21 de Setembro de 2017

SUCESSÃO ESTADUAL

André Puccinelli sinaliza disposição
de concorrer ao governo estadual

Ele disse ainda estar de “namoro” e só o “casamento” definiria candidatura

7 JAN 2017Por IZABELA JORNADA E ADILSON TRINDADE07h:00

O ex-governador André Puccinelli (PMDB) sinalizou disposição de concorrer as eleições de 2018 se for mantida a tendência de crescimento na preferência do eleitor para voltar a administrar Mato Grosso do Sul. Ele admitiu estar recebendo apelos dos partidários para disputar, pela terceira vez, o Governo do Estado e disse estar de “namoro”, apenas “mão na mão” com as lideranças políticas. “Ainda falta o noivado e o casamento”, ressaltou.

O casamento seria aliança em torno de sua candidatura à sucessão estadual. Mesmo assim, ele fica fazendo mistério em falar sobre a pré-candidatura, preferindo deixar para as lideranças políticas defenderem a sua volta ao governo. Mas, também, não disse claramente estar fora definitivamente do processo eleitoral de 2018. “Sou ´vovorista´(motorista dos netos)”, disse André, repetindo o mesmo discurso quando questionado sobre disputar o governo estadual.

Mas um de seus fiéis aliados, deputado federal Carlos Marun (PMDB) declarou, recentemente, que os netos estão cansados de André. Não o aturam mais. Portanto, ele deveria voltar a disputar o Governo do Estado. “O Marun disse que meus netos serão os primeiros a me tocar de casa e que eu serei candidato, sim. Ele que está falando, eu não (risos)”, brincou André.

(*) A reportagem completa está na edição de hoje do jornal Correio do Estado.

Leia Também