Quarta, 22 de Novembro de 2017

Votorantim vai investir R$ 4,5 bi em fábricas

27 JAN 2010Por 07h:52
O Grupo Votorantim apresentou ontem, em audiência com o Presidente Luiz Inácio Lula da Silva, seus planos de investimento para o ano de 2010 na área industrial. No total, o Grupo irá investir R$ 4,5 bilhões ao longo de 2010. No ano passado, o total investido na expansão dos negócios foi R$ 4,2 bilhões. Foram apresentados ao presidente da República 20 projetos que estão sendo implementados entre 2009 e 2013. Entre eles, destacam-se os que já começaram a operar – como a fábrica de celulose da Fibria em Três Lagoas (MS), uma nova siderúrgica na cidade de Resende (RJ), as fábricas de cimento de Porto Velho (RO), Xambioá (TO) e Nobres (MT), e a hidrelétrica Salto Pilão, em Santa Catarina. Para o presidente da Votorantim Industrial, José Roberto Ermírio de Moraes, os projetos demonstram o compromisso que o Grupo tem com o desenvolvimento do país e com a geração de empregos. “O plano de investimentos do Grupo Votorantim acompanha o bom momento da economia brasileira, com o aquecimento da demanda interna, e projeta ainda um forte potencial de crescimento nos próximos anos”, afirma. Somente na área de cimento, as novas fábricas que já entraram em operação e as que entrarão em 2010, abastecerão o mercado com 5,25 milhões de toneladas adicionais por ano. Para os próximos dois anos, estão previstas a operação de mais cinco novas plantas de cimento, em Sepetiba (RJ), Vidal Ramos (SC), Baraúna (RN) e Imbituba (SC), além da expansão da central de produção de concreto em São Paulo, que irão contribuir para as obras de infraestrutura do país e para o crescimento do setor de construção. No segmento de celulose, já entrou em operação a maior fábrica integrada de celulose do mundo, com capacidade de produção de 1,3 milhão de toneladas por ano, no município de Três Lagoas. Também já começou a operar a siderúrgica de Resende (RJ), com capacidade de produção instalada de 1 milhão de toneladas de aços longos e 500 mil toneladas de aços laminados. A fábrica, localizada estrategicamente junto à Rodovia Presidente Dutra, permite o abastecimento dos dois principais mercados do país: São Paulo e Rio de Janeiro. Em energia, o início da operação de novos empreendimentos permitirá a geração de mais 275 MW para o sistema interligado, pelas hidrelétricas de Salto Pilão (SC) e Rio Verdinho (GO). O Grupo Votorantim possui atualmente uma capacidade de autoprodução de energia na ordem de 2.000 MW, que correspondem a 63% da necessidade do conglomerado.

Leia Também